Advogado, você está se comunicando corretamente?

Tempo de leitura: 3 minutos

O advogado precisa se comunicar de forma clara se quiser conquistar seus clientes e conseguir sucesso na carreira. O principal objetivo de uma boa comunicação é transmitir a mensagem de uma forma que todos entendam, ou seja, falar de forma clara, sem utilizar artifícios e retóricas.

Embora seja um fato óbvio, o conceito ainda não foi atingido por grande parte dos advogados. Isso porque muitos consideram que, para mostrar que possuem conhecimento da legislação e de sua profissão não se limitam a transmitir claramente o que pensam, criando até problemas de entendimento com seus próprios pares.

A importância da comunicação clara e objetiva para advogados

Saber se comunicar de forma clara e objetiva, em qualquer meio ou forma de comunicação, é o que deve sustentar o papel de um bom advogado. É somente desta maneira que ele pode aconselhar seus clientes, conversando com eles da forma como se comunicam, adaptando-se ao vocabulário de cada um, já que é também necessário que conheça o nível de conhecimento desses clientes.

E esse ponto é observado pelo cliente: quando o advogado fala uma linguagem que ele compreende, ele sente que o advogado está do seu lado. Além disso, o advogado estará explicando da forma que o cliente entenda, passando confiança para defender a sua causa.

Um fator deve ser entendido por toda e qualquer pessoa que se comunica: não se pode presumir que o que foi dito foi compreendido pelo seu interlocutor. Embora tenhamos em nossa mente que falamos aquilo que devia, não sabemos como foi que a pessoa com quem falamos entendeu.

Como o advogado pode evitar problemas na comunicação?

Uma forma simples de evitar os problemas de comunicação é fazendo perguntas sobre o assunto, verificando se nosso interlocutor entende exatamente aquilo que procuramos transmitir.

Fazendo dessa maneira, de uma forma que não pareça que o advogado está tratando com um ignorante e sim com uma pessoa que precisa entender claramente a ideia, teremos ao nosso lado clientes que confiam em nosso trabalho e em nosso direcionamento dos processos.

A forma como usamos a comunicação também deve ser levada em conta. Existem momentos em que temos de estar presentes, comunicação olho no olho, de mostrar aos nossos clientes que estamos nos preocupando com o assunto. Outras comunicações podem ser dadas por telefone, evitando que haja necessidade de locomoção do cliente até o escritório.

O importante ao manter uma comunicação clara e objetiva, além de tudo, é que quando falamos diretamente com a pessoa sabemos exatamente como ela está recebendo a mensagem, através de sua linguagem corporal, a qual precisamos compreender.

Assim, quando percebemos que o tom não está agradando ou que as palavras não estão sendo assimiladas, temos a oportunidade de melhorar a comunicação, de usar palavras ou tons que não assustem e que mostrem a gravidade ou não do problema e da busca de soluções.

O que precisamos entender como advogados, antes de tudo, é que nós dependemos do cliente e daquilo que ele pensa a nosso respeito. E respeito só se consegue quando se tem respeito pelo outro.

Como você acha que está sendo sua comunicação?

Veja mais:

5 dicas para melhorar o marketing digital do advogado

Como gerar valor para a marca do seu escritório de advocacia?

Como fazer networking na área jurídica?

Cada advogado sabe a dor e a delícia da profissão

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *