Conhecimentos complementares que o advogado deve possuir além da área jurídica

Para um advogado se tornar completo é necessário conhecimentos não apenas em relação ao Direito e as Leis. Nesse artigo trataremos de certos conhecimentos que um advogado deve possuir:

Primeiramente, esclarecemos que nem iremos tocar no assunto da informática, pois, nos dias atuais, é impossível imaginar um advogado que não saiba utilizar um microcomputador, ainda mais, com a tendência dos processos eletrônicos, que aos poucos estão substituindo os físicos. Assim, partindo desse princípio, avançaremos.

Todo jovem recém-formado no curso de Direito sonha em ser sócio de um grande escritório que lhe renderá muitas vantagens financeiras e satisfação profissional. Porém para obter o sucesso, terá que ser detentor de alguns conhecimentos específicos extras.

A respeito do assunto, Sérgio Luis da Silva menciona que:

“Nos dias atuais, o impacto causado pela acentuada evolução da tecnologia da informação na sociedade, bem como as modificações resultantes de um modelo econômico que prega uma competitividade intensa, tem causado significativas mudanças na forma como as organizações devem se estruturar e trabalhar com o conhecimento para desenvolver novos produtos, novos processos e novas formas organizacionais”.

É de vital importância para o advogado ter liderança. Ser um líder frente às outras pessoas e ser detentor de uma grande visão sobre tudo que está relacionado ao seu escritório, buscando cada vez mais o crescimento profissional de seus funcionários e o respeito do seu trabalho. Assim, ter um conhecimento aprofundado em gestão e empreendedorismo é importantíssimo. Sem ter o mínimo de conhecimento em gestão, o advogado não vai conseguir liderar seu escritório e estará fadado ao fracasso.

Para Maria Golin da Cunha, diretora da Resultado Projetos Empresariais:

“O gestor deve ser um profissional com perfil de liderança, com forte capacidade de agregação porque terá que trabalhar como o elo de ligação entre os diversos setores do escritório”.

O profissional da advocacia deve buscar a todo o momento alternativas para expandir sua atividade profissional, de forma a atrair mais e mais clientes, sem ser necessária a captação que é vedada pelo Código de Ética. Para isso, o advogado deve ter certo conhecimento em marketing, a fim de alavancar suas finanças.

O conhecimento financeiro avançado também será necessário para além de controlar seus custos mensais, também projetar investimentos futuros, como por exemplo a viabilidade de uma nova sede de seu escritório em comarca próxima.

Assim, Rodrigo Otávio Soares Pacheco, presidente da Comissão Nacional de Apoio aos Advogados em Início de Carreira, afirma que:

“A gestão financeira é uma área delicada para os advogados que devem compreender e otimizar o custo do escritório para ensejar uma política justa e competitiva de honorários”.

Avançando, mencionamos que na medida em que seu escritório cresce, haverá a necessidade de contratações de pessoal, a fim de suprir a grande demanda do seu bem sucedido escritório. A comunicação e a relação com as pessoas são essenciais para o exercício da advocacia, contudo, a relação com funcionários se torna, talvez, mais complicada, portanto, o conhecimento em gestão de pessoas também uma boa área para conhecer.

Martha Izabel de Souza Duarte Rezende afirma que:

“Nos escritório de advocacia, vistos como indústrias que processam e transferem conhecimento, na busca de soluções para os problemas do cliente, a essência do trabalho é a manipulação, reelaboração e transferência de informações. O conhecimento acumulado e transferido no ambiente de um escritório de advocacia envolve tecnologia, conteúdo informacional e, principalmente, interação entre pessoas”.

Assim, conclui-se que para o advogado ter sucesso em sua carreira, não deve ficar atrelado apenas aos conhecimentos jurídicos ensinados na faculdade ou nos livros de Direito, deve buscar outras áreas para poder realizar com excelência a sua atividade profissional.

By | 2015-11-10T18:35:17+00:00 23 de outubro de 2014|

2 Comments

  1. Alessandra Vedovato 31 de agosto de 2016 at 15:51 - Reply

    Tem que ter algum curso para se profissionalizar. … tipo inglês , e tals ?

  2. Waldir Ferreira da Silva 11 de novembro de 2014 at 09:52 - Reply

    A dinâmica do Direito exige do profissional não só se manter atualizado, mas, especialmente o conhecimento nas mais diversas áreas, de forma a se mostrar um profissional atualizado mas com uma ampla visão do ser humano.

Leave A Comment Cancelar resposta