Como começar a contabilidade do escritório de advocacia?

Por | 2018-06-06T16:23:00+00:00 6 de junho de 2018|

Para quem estudou Direito não é tão difícil entender o que é contabilidade ou mesmo como começar a fazer a controle contábil do seu escritório. Muito embora a contabilidade seja uma ciência que exige conhecimentos aprofundados, o controle contábil pode ser iniciado com mais facilidade. Registrar tudo o que ocorre na área financeira e econômica do escritório e, por meio de registros, elaborar relatórios que possibilitam a análise da evolução do escritório (saber o que está entrando e o que está saindo) é um começo para o controle da movimentação financeira do escritório.

Para isso, é necessário registrar tudo: desde os custos envolvidos no planejamento e na compra de móveis, materiais e equipamentos. Todo e qualquer dinheiro que entrar ou sair deve ser lançado em um controle de caixa eficiente e sempre atualizado. Assim, ao final de cada mês, o advogado poderá visualizar, de forma simplificada, se o trabalho desenvolvido apresentou lucro ou prejuízo.

Os documentos para comprovar a movimentação financeira devem ser arquivados, de acordo com sua importância. Documentos relacionados a impostos e recolhimentos podem ser exigidos, mesmo após 5 anos de atividade do escritório. Já aqueles referentes a contratação e movimentação de empregados devem ser mantidos por até 20 anos.

Contabilidade e controle financeiro integrados

O fluxo de caixa e o controle de movimentação diária de valores pode ser feito numa planilha eletrônica ou num software específico, que, em conjunto, pode agregar o controle de processos com que o escritório está trabalhado, mantendo, inclusive, o cadastro de clientes e as contas a pagar e receber.

A contabilidade é formada por três pilares: os ativos do escritório, como móveis, equipamentos, valores em caixa ou em bancos e contas a receber; os passivos, que envolvem os pagamentos a serem feitos e o valor do capital aplicado como investimento; e, finalmente, as contas de resultado, com receitas e despesas.

Para se chegar ao resultado final é importante manter um planejamento financeiro do escritório de advocacia, com um fluxo de caixa atualizado diariamente, permitindo conhecer os valores que devem ser recebidos e os que devem ser pagos. Por este fluxo de caixa o advogado terá condições de planejar o futuro financeiro do escritório, podendo trabalhar com mais tranquilidade, sem se preocupar com contas a pagar e com os compromissos financeiros de sua atividade.

Todo esse controle, que deve ser feito diariamente, é que vai servir para atender às obrigações legais do escritório: pagamento de impostos, recolhimento de obrigações previdenciárias, pagamento de salários e contas normais de manutenção do escritório, além de outras necessidades para cumprimento da rotina normal.