O que as pessoas pensam quando você fala que está estudando Direito?

Tempo de leitura: 3 minutos

Entrar na faculdade é uma grande realização. E a sensação de vitória é ainda maior para quem consegue ingressar no curso de Direito, um dos mais concorridos. Quando você finalmente entra na faculdade de Direito e conta a boa notícia para seus amigos e familiares pode esperar muitos comentários (inclusive alguns pensamentos que ninguém chega a pronunciar). Veja os mais comuns:

“Ele, com certeza, vai ficar rico.”

Muitas pessoas ainda acreditam que o curso de Direito garante um salário muito alto. Realmente, as profissões relacionadas ao Direito – advogado, assessor jurídico, promotor, juíz – geralmente apresentam faixas salariais altas, que começam em torno dos R$3 mil e podem chegar a R$15 mil ou até R$20 mil. Porém, é importante lembrar que, antes de chegar a estes cargos, a maioria começa como estagiário ou auxiliar; cargos cujo salário não chega a R$1.5 mil por mês.

“Será que ele vai defender criminosos?”

Talvez esse seja um pensamento motivado por influência de séries policiais. Muitas pessoas ficam curiosas, imaginando se você que acabou de entrar na faculdade de direito vai se tornar um advogado de defesa de criminosos perigosos em algum momento no futuro. Isso pode ou não acontecer. Em primeiro lugar, lembramos que você não precisa necessariamente seguir o caminho do direito criminal. Mas, caso siga este ramo, você pode sim ser apontado para a defesa de um verdadeiro criminoso.

“Agora ele nunca mais vai ter tempo para se divertir.”

Em geral, quando você diz que está entrando na faculdade de Direito, a maioria das pessoas pensa que você vai ter quantidades absurdas de estudo e não terá tempo para mais nada. E, sim, o curso de Direito realmente tem uma carga horária pesada e matérias difíceis, porém, não se iluda, isso não é uma exclusividade do Direito. O mesmo acontece com estudantes de todos os outros cursos; e você, assim como eles, com certeza ainda terá tempo para a cervejinha do final de semana.

“E o exame da OAB, será que ele consegue?”

Um dos assuntos que mais despertam a curiosidade das pessoas é o famoso exame da OAB. É quase certo que todos irão imaginar, “será que ele consegue?”, afinal a taxa de aprovação é menor do que 20%. Quem não é aprovado, não pode atuar como advogado nem  usar esse título. Mesmo assim, quem não tiver o título da OAB ainda pode trabalhar como assistente em escritórios, por exemplo.

“Agora ele vai prestar um concurso público e ter várias regalias.”

O concurso público é um dos grandes atrativos para o curso de Direito. Quem é formado em Direito e tem o título da OAB pode prestar concursos para o TSE, TSJ, Ministério Público e outros órgãos. No entanto, o que talvez as pessoas não saibam, é que os concursos públicos estão cada vez mais raros e com menos vagas. Portanto, entrar na faculdade de Direito simplesmente com a esperança de ser aprovado em um deles é muito arriscado. Todo estudante de Direito aprende que é melhor ter um plano B.

“Oba! Vou ter um advogado de graça sempre que precisar.”

Esse provavelmente será o pensamento mais comum entre todos que ficarem sabendo sobre a sua aprovação na faculdade de Direito. Mas não se preocupe. Se você estivesse fazendo Medicina, eles pediriam consultas de graça; e, se você estivesse estudando Letras, pediriam aulas de Inglês. Seja qual for o curso, seus amigos sempre vão achar uma maneira de “aproveitar” seu conhecimento.

E os seus amigos o que pensaram? Conte para nós!

 

3 Comentários


  1. Sou Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Fortaleza e Póa-Graduado
    em Auditoria Fiscal e Tributária pela Universidade Federal do Ceará.
    O que as pessoas falam sobre minha decisão de valtar ao banco de uma faculdade,,
    Eu só afirmo que necessito andar na trilha do conhecimento, sempre na busca pelo que é justo.
    Já venho atuando há alguns anos na área do Direito.

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *