Advogado tentando sobreviver ao fim do mundo? Veja o que acontece no Apocalipse Z

Tempo de leitura: 3 minutos

O mundo já foi destruído diversas vezes no cinema, na televisão e nos livros. Atualmente, o apocalipse zumbi, ou seja, o fim do mundo com a volta dos mortos é algo bastante em evidência com o sucesso estrondoso do “The Walking Dead”, inspirado em quadrinhos e em filmes recentes como “Guerra Mundial Z”, “Extermínio”, “Rec”, entre outros. Mas, o tema também é frequente nos livros, como é o caso do Apocalipse Z.

O autor Manel Loureiro vivia na região da Galícia, na Espanha e, trabalhava normalmente como advogado até que um blog que mantinha de forma descompromissada se transformou em um fenômeno, dando origem ao seu primeiro livro: Apocalipse Z – O Principio do Fim. E, mais tarde, a uma trilogia bastante famosa em todo o mundo: Apocalipse Z, que pode ser adaptada para os cinemas em breve.

Conheça o enredo da trilogia Apocalipse Z

Livro 1 – O Principio do Fim

Em uma pequena cidade espanhola, um jovem advogado leva uma vida tranquila e rotineira. Um dia, porém, começa a ouvir notícias sobre um incidente médico ocorrido em um país remoto do Cáucaso. Apesar de aparentemente corriqueiras, as notícias chamam tanto sua atenção que ele resolve registrar suas impressões em um blog. Aos poucos, o que eram apenas acontecimentos incomuns ocorridos em um país distante começam a se espalhar por toda a Europa.

Livro 2 – Os Dias Escuros

Os sobreviventes do Apocalipse Z conseguem chegar às ilhas Canárias, uma das últimas zonas livres dos não mortos. Mas, o que ali encontram é um estado militar enredado em uma guerra civil, com uma população faminta e quase sem recursos para sobreviver. Em Tenerife, o advogado e seu amigo Víktor Pritchenko recebem uma missão quase suicida – devem acompanhar uma equipe de soldados até Madri e saquear o hospital La Paz. Para tanto, vão ter de dizer adeus à segurança da ilha e enfrentar uma cidade pós-apocalíptica, cheia de zumbis que colocarão à prova seu desejo de lutar pela vida.

Livro 3 – A Ira dos Justos

No terceiro e último livro, a civilização não existe mais, não há internet, televisão, celulares, nem mesmo supermercados ou colégios. Não há nada que faça alguém lembrar que é um ser humano. Nesse mundo as pessoas se dividem em pequenos grupos, o apocalipse começou e a única preocupação é sobreviver.

Habilidade do advogado para sobreviver ao apocalipse zumbi

O primeiro livro se diferencia pelo formato, inicialmente, com as postagens do advogado em blog, indicado como parte do tratamento para superar a morte da esposa. Com a gravidade da situação e a ruína da sociedade, a narração se transforma em uma espécie de diário. O segundo e o terceiro livros já contam com um enredo em terceira pessoa, permitindo um conhecimento mais profundo a respeito dos demais personagens.

No entanto, um dos pontos com mais destaque em toda a trilogia é que o protagonista é sempre chamado e identificado unicamente por sua profissão: Advogado. Além disso, é importante ressaltar que em toda a saga, a habilidade do personagem em negociar, analisar os fatos, sustentar o seu ponto de vista e mesmo defender uma causa são fundamentais para garantir os pontos altos da trama, salvar a sua vida e também proporcionar a sua diferenciação das pessoas que “foram longe demais”.

Como você acha que as habilidades de um advogado poderiam ajudar em um apocalipse zumbi? Como você reagiria?

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *