A importância do advogado correspondente na área jurídica

Tempo de leitura: 2 minutos

As atividades de advogado correspondente já fizeram com que essa função se tornasse praticamente uma nova profissão no mercado. A internet, em sites, blogs e redes sociais, fornece espaço para que os novos advogados possam se disponibilizar para a atividade de correspondência jurídica, podendo atuar com processos de qualquer escritório ou de advogados proeminentes, tornando sua presença marcante no mercado de trabalho jurídico.

O importante, para se dar bem como advogado correspondente, é analisar os processos contratados e buscar trabalhar com contratantes fidedignos, que passem a confiança necessária e que coloquem o advogado correspondente num patamar de respeito no meio jurídico.

O advogado correspondente pode prestar serviços diretamente a escritórios de outros Estados, realizando o seu trabalho em seu próprio local de domicílio profissional, não apenas como contratado para diligências em processos de sua comarca, mas como assessor de outros advogados, reduzindo a carga de trabalho dos escritórios contratantes ou, ainda, servindo como intermediário entre os grandes escritórios e empresas. Desta forma, o advogado correspondente não é apenas um mero delegado, e sim um profissional respeitado e peça fundamental da engrenagem jurídica.

Para o correspondente jurídico, depois de se colocar disponível na internet para esse tipo de atividade, é importante saber definir a sua área de trabalho, colocando-se como um profissional competente. O início de carreira deve ser o alicerce para o futuro profissional.

Advogado correspondente: um importante trabalho de apoio

A correspondência jurídica permite a um advogado iniciante trabalhar nas áreas de sua especialização, dando o apoio às atividades essenciais de processos de outros escritórios, não se limitando geograficamente.

Um novo advogado terá a oportunidade de realizar inúmeras tarefas, prestando assessoria jurídica, realizando acompanhamento de processos e outras atividades, além de simplesmente cumprir com obrigações de despachos e diligências.

Com essa atividade, o novo advogado irá garantir maior conhecimento, tanto prático quanto teórico, alicerçando a sua carreira e possibilitando inúmeras oportunidades para o seu currículo profissional. A experiência na correspondência tornará o advogado mais requisitado e mais respeitado no seu meio.

A conquista de respeito no meio jurídico não é simples. O advogado correspondente, ao fazer com dignidade o seu trabalho, estará dando os passos para essa conquista.

Quer ser correspondente jurídico mas não sabe como começar? Faça um teste no portal Jurídico Correspondentes. Lá você estará conectado a mais de 25 mil escritórios em todo Brasil.

Clique aqui e faça um cadastro gratuito.

7 Comentários


  1. Também concordo que deverá ser divulgada uma lista negra, para que colegas não percam o seu tempo atendendo demandas de escritórios maus pagadores. A proveito para deixar aqui alguns nomes : O GRUPO KUCERA do Rio Grande do Sul, SOUZA NOVAES E SOUZA BASSAN.

    Responder

    1. Sim, esses são terríveis. Já perdi meu tempo realizando trabalhos para o grupo Kucera e Souza Novaes. Não pagam. Gostaria de fazer um grupo no face WatsApp para trocar informações sobre os maus pagadores e aproveitadores do trabalho alheio.

      Responder

  2. Realmente o trabalho do correspondente jurídico é bastante louvável e importante, porém temos que achar um meio para coibir abusos de escritórios que não pagam pelos serviços prestados, sugiro termos uma lista negra dos maus pagadores para que outros profissionais não sofram com a inadimplência destes maus pagadores, claro respeitando o contraditório e a ampla defesa.

    Responder

    1. concordo com que o colega disse. Temos que divulgar uma lista negra, pois neste meio existe muitos lobos maus.

      Responder

    2. Existe um escritória chamado de SOUZA E NOVAES que não paga ninguém.

      Péssimo contratante!

      Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *