Coisas que um profissional de Direito não deve fazer nas redes sociais

Tempo de leitura: 2 minutos

Algumas pessoas não se impõem limites quando criam perfis nas redes sociais, deixando à mostra fotos íntimas, comentários inconvenientes e prejudicando sua própria imagem perante as pessoas.

Atualmente, qualquer pessoa tem acesso a qualquer perfil, e para um advogado é necessário manter qualidade naquilo que posta ou compartilha para não prejudicar sua imagem profissional.

Veja, a seguir, uma pequena lista do que você, como profissional de direito, não deve fazer nas redes sociais:

Usar as redes de forma interesseira

Um bom advogado não usa as redes sociais de forma interesseira, e sim de forma participativa, procurando melhorar sua imagem, ajudando as pessoas da forma como pode e aproveitando para falar de trabalho.

Criar elementos contra si próprio

As redes sociais são propícias para falsas interpretações e, portanto, o advogado não deve criar polêmicas ou discutir assuntos desnecessários, evitando criar elementos que possam desfazer sua imagem de profissional.

Postar fotos inadequadas

As fotos postadas nas redes sociais devem ser bem escolhidas para não gerar conversas inconvenientes.

Adicionar desconhecidos

Quando convidar uma pessoa para sua rede, não convide pessoas que não conheça ou que não lhe tragam qualquer interesse profissional. Mesmo se for um desconhecido, certifique-se de que esse contato será proveitoso e que tenham ambos interesses em comum.

Abandonar o perfil da rede social

Para manter contato com os seus seguidores, o advogado deve estar sempre atualizando informações relevantes na rede social. Afinal, uma rede social é também a melhor forma de criar o networking.

Manter um perfil sem foto

O objetivo principal das redes sociais é ver e ser visto. Portanto, manter um perfil em qualquer rede sem uma foto é totalmente inapropriado. Para um advogado com foto, a possibilidade de conseguir novos clientes aumenta consideravelmente quando coloca sua imagem no perfil.

Postar banalidades

O perfil de um advogado nas redes sociais está intrinsecamente ligado à sua vida profissional e pessoal. Assim, quando posta qualquer banalidade, está mostrando que não tem responsabilidade com relação à sua atividade. A rede social de um advogado é um outdoor de sua vida profissional e como tal deve ser mantido.

E você, o que evita fazer nas suas redes sociais? Clique aqui e compartilhe seu pensamento.

3 Comentários


  1. Sem dúvida estas dicas ajudam a aprimorar os atuais e futuros profissionais juridicos. A função do advogado e de todos os operadores do Direito é defender a ética em uma sociedade cada vez mais afastada disso. Sempre existe uma forma apropriada de defender suas causas ou interesses sem abusar ou ultrapassar os limites, com classe. O network, quando bem feito, marca presença. Quando mal feito denigre a imagem . Excelentes dicas!

    Responder

  2. Não sou advogado mas é o meu sonho, continuo pesquisando, lendo e me preparando para à realização do meu sonho. Admiro muito essa profissão e tenho muito respeito e consideração a todos profissionais da área Jurídica. Quanto ao post mais um aprendizado louvável para praticar a partir de sem a OAB e num futuro bem próximo legitimamente credenciado na OAB. Obrigado e um forte abraço.

    Responder

  3. Concordo plenamente que a imagem do advogado nas redes sociais deve ser permeada de hábitos e atitudes morais bem vindas na sociedade. As tecnologias de informação é uma importante ferramenta para as pesquisas e estudos contribuindo para a evolução do conhecimento. O bacharel em direito deve ter uma reputação ilibada, sólido conhecimento jurídico e que atenda as exigências constitucionais.

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *