3 perguntas que todo corresponde jurídico já ouviu

Tempo de leitura: 2 minutos

Um advogado que trabalha com correspondência jurídica deve estar sempre preparado para qualquer situação uma vez que poderá ter sob sua responsabilidade processos das mais diversas áreas. Evidentemente, a preparação exige que o advogado esteja atualizado com relação à legislação, já que o trabalho de correspondente jurídico o coloca para trabalhar com profissionais de todas as regiões do país, com níveis de conhecimento os mais aprofundados e com áreas de atuação as mais diversas.

Os grandes escritórios e advogados de outras comarcas encontram no correspondente jurídico o melhor meio de atuar em regiões distantes, ao mesmo tempo em que o próprio correspondente encontra na atividade excelentes oportunidades para seu futuro na carreira.

Invariavelmente, o correspondente terá pela sua frente algumas questões, que devem ser prontamente respondidas. Eis algumas delas:

1. Você tem disponibilidade para o trabalho de correspondente jurídico?

O escritório ou advogado contratante deve ter a certeza de que o correspondente jurídico tem disponibilidade para a atividade. Para essa questão, o profissional deve apresentar informações que o qualifiquem para o trabalho, ao mesmo tempo em que mostra disponibilidade para executar qualquer ação necessária a partir do momento de sua contratação.

2. Você tem qualificação para trabalhar como correspondente jurídico?

Para essa questão, o profissional de Direito que se presta ao trabalho de correspondente jurídico deve afirmar com seriedade sua capacidade para o trabalho. Entendendo que estará atuando em áreas as mais diversas e não apenas numa em que esteja se especializando, o correspondente jurídico deve apresentar razões que atestem seu conhecimento sobre os mais diversos assuntos e sua capacidade de encontrar meios de assimilar novos conceitos, mostrando sua responsabilidade com relação à atividade.

3. O que você busca ao trabalhar como correspondente jurídico?

Seu cliente, ao contratar os seus serviços, quer ter a certeza de que está contratando um bom profissional, que possa fazer com precisão tudo o que os processos irão exigir. Se você só está buscando retorno financeiro na correspondência jurídica, certamente deverá procurar outro ramo de atividade, uma vez que o retorno financeiro deve ser encarado como consequência do bom trabalho desempenhado e não como objetivo de sua atividade profissional.

E que outras perguntas ou frases você já ouviu no exercício da correspondência jurídica? Clique aqui e compartilhe com a gente.

1 Comentário


  1. As orientações dão ao profissional um parâmetro de um conhecimento e uma técnica, que possibilitam um excelente relacionamento com o cliente.

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *