Fui pego na blitz da Lei Seca. O que devo fazer?

Tempo de leitura: 2 minutos

Se você foi pego na blitz da Lei Seca, em momento algum tente fugir, já que isso poderá trazer consequências bem mais graves. Aceite a blitz, mantenha-se calmo e faça tudo o que lhe for ordenado pelo policial.

Se você tiver bebido alguma coisa, o melhor a fazer é aceitar que foi pego na blitz e atender o que lhe for solicitado pelo policial, com exceção de um detalhe importante: você não é obrigado a soprar o bafômetro. Nenhuma pessoa é obrigada a produzir provas contra si mesmo.

É importante também lembrar que o bafômetro acusa até mesmo o álcool do vinagre da salada que você comeu um pouco antes, se isso tiver acontecido. Negar-se a soprar o bafômetro, portanto, não se configura como crime de desobediência. Se houver qualquer atitude mais rude do policial, é necessário fazer denúncia à Corregedoria de Polícia.

O que prevê o Código de Trânsito?

O Código de Trânsito prevê duas possibilidades para o fato de dirigir depois de beber: a multa de trânsito e crime e, neste caso, as penalidades são bem mais severas. O CTB, no entanto, não estabelece nenhum mínimo de teor alcoólico.

Caso você receba a multa por algum motivo (estar falando mole ou apresentar qualquer sintoma de embriaguez), você pode interpor recurso administrativo, podendo reverter os pontos na carteira e o pagamento da multa que, por sinal, é bem salgada (R$ 1.915,30). Se for multado, poderá perder o direito de dirigir por um ano, terá de passar por reciclagem e muita dor de cabeça.

LEIA MAIS:

Tomou multa e não concorda? Confira seus direitos

Entenda as mudanças no Código Brasileiro de Trânsito

Quem realmente pode aplicar multas no trânsito?

O CTB prevê que embriaguez é crime quando o motorista tiver acima de 6 decigramas de álcool no sangue, ou 0,3 miligramas de álcool por litro de ar alveolar. Esse caso gera um processo judicial, mas é necessário provas, que podem ser testemunhais.

Caso tenha chegado nesse ponto, poderá ser julgado e o Juiz poderá determinar pena de detenção de 6 meses a 3 anos.

Diante disso, o melhor a fazer é mesmo não dirigir depois de ter tomado alguma bebida. Caso você vá a uma festa e tenha bebido, é melhor guardar o carro, tomar um táxi (ou Uber) e sentir-se livre de qualquer blitz e de problemas futuros.

8 Comentários


  1. Continuando… Fiz todo o procedimento, fui na delegacia, fiz o exame de urina e sangue. O resultado negativo claro.

    Responder

  2. Boa noite pessoal!!!

    Meu nome é José sinilo e fui pego na lei seca sendo que não bebo a quatro anos e acusou 0,05. No mesmo momento expliquei ao polícial o que tinha comido e bebido, ( café, leite,Coca-Cola, suco de maracujá e tomei uma sopa e disse que na sopa poderia conter vinagre; estava tbm com um GELIS de eucalipto na hora que assoprei.
    Minha indignação é a seguinte: pedi ao polícial para refazer o teste ele me respondeu que não seria possível porque estava obedecendo ordens.
    O clima estava complicado… Sou motorista uber e ainda estava com cliente no carro.

    Obrigado pela atenção!!!

    Responder

  3. Bom meu pai foi parado mais meteu o pé não quis parar e anotaram a placa, pois então o que deverá acontecer com o proprietário da moto ? E qual deve ser o valor da multa ?

    Responder

  4. Tem que tomar cuidado com os artigos mal escritos e, principalmente, com as orientações equivocadas. Recusar-se a fazer o teste do etilômetro, de fato, não configura crime, mas é infração administrativa cuja revisão (por meio de recurso ou ação autônoma) é dificílima, quiçá impossível.

    Em outras palavras: não soprou? Suspensão do direito de dirigir, além de multa pesada.

    Responder

    1. Condordo ! O artigo está incompleto e pode causar erros de interpretação; ou seja não é tão simples assim ! Aconselho a republicação do artigo com maiores esclarecimentos.

      Responder

    2. Neste caso o bom então é que as pessoas parem de beber bebida alcoólica e passem a usará cocaina, maconha , craque , assim nao ira acusar nada no bafômetro.

      Responder

  5. Olá,

    Mas ouve-se tanto falar que se a pessoa recusar a soprar o bafômetro o policial pode multar da mesma forma, ou conduzi-lo até a delegacia onde fará uma perícia e até exame de sangue. Isso pode ocorrer mesmo? O condutor é obrigado?

    Obrigado!

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *