3 perfis de advogados que agradam seus clientes

Tempo de leitura: 2 minutos

O curso superior de direito é um dos mais antigos do Brasil, mas segue como uma das profissões mais desejadas em todo o país. Afinal, se trata de uma função que soube se adaptar as novas demandas da sociedade e tem se aperfeiçoado com o passar dos anos. Prova disso é o crescimento atual do direito digital, que trata diretamente dos crimes cometidos no espaço cibernético.

Por isso, é possível que qualquer cidadão em algum momento precise contar com a ajuda de um advogado para resolver uma questão na Justiça. Desta forma, a conquista de novos clientes ainda é um desafio, especialmente, para os profissionais que estão chegando ao mercado. Por isso, alguns perfis de advogados podem ganhar a confiança de seus clientes definitivamente:

1 – Acessível

Dependendo de seu campo de atuação, o advogado pode lidar com empresários milionários ou trabalhadores que ganham apenas um salário mínimo. Por isso, o advogado precisa saber se comunicar com os seus clientes e fazer com que eles entendam tudo sobre a ação em andamento na Justiça, seus desdobramentos e as possibilidades de sucesso na causa. Por isso, adaptar os termos jurídicos para o seu público é um passo essencial para fidelizar os clientes.

2 – Presente

Quem está à disposição de seus clientes pode ter certeza que contará com a preferência em novos casos. Hoje em dia, o advogado pode utilizar diversas ferramentas digitais, como o WhatsApp, Skype, E-mail, Hangouts, redes sociais, entre outros, para esclarecer as dúvidas ou receios de seus colaboradores, parceiros e também clientes a qualquer momento. Por isso, esse perfil de advogado tem grande chance de ganhar prestigio com seus clientes rapidamente.

3 – Seguro

Segurança no momento de apresentar uma ação na Justiça ou de repassar ao cliente os passos que devem ser realizados na sequência de um procedimento. A pessoa que se mostra confiante, articulada e pronta para o trabalho tem tudo para contar com uma grande gama de clientes no decorrer de sua carreira. Um advogado que aponte os melhores caminhos para o seu cliente, seja competente no andamento das ações e dedicado ao seu trabalho tem tudo para trilhar uma trajetória brilhante dentro do direito.

3 Comentários


  1. Concordo com a observação do Sr. Guilherme, inclusive porque trata-se da tão batida questão da transparência e porque a melhor estratégia de marketing que um advogado tem à disposição é a satisfação de seus clientes e a recomendação destes, que se traduz em confiança gerando credibilidade.
    Ressalto apenas que há que se ter bom senso e respeito aos momentos privados do profissional do direito.
    Da mesma forma, e não menos importante, deve-se a valorizar o tempo do advogado. Milito na área cível há dez anos e tenho uma razoável carteira de clientes fiéis – alguns passaram a ser até amigos meus. Entretanto, é comum receber telefonemas nos finais de semana ou em horários absolutamente inconvenientes, para tratar de questões irrelevantes ou simplesmente para que eu explique o que é um ato ordinatório.
    Assim, repito, é necessário achar o meio termo. O advogado por respeito, atenção, transparência, e até reciprocidade pela confiança depositada por seus clientes, deve dedicar parte de seu tempo no atendimento àqueles que têm processos em andamento.
    Porém, do outro lado deve prevalecer a ideia de que um bom profissional dedica-se, ao mesmo tempo, a resolver centenas de casos concomitantes – alguns clientes acham que o seu processo é o único ou é o mais importante.
    Ademais, não se pode esquecer que abordar um profissional na rua, numa festa ou ligar para o telefone pessoal daquele no horário do “Fantástico”, para obter explicações sobre um mero andamento processual, é, digamos, inadequado.

    Responder

  2. gostaria de melhores informaçôes para uma captação de clientes

    Responder

  3. Por questão de ética, não vou citar nomes. Mas uma das coisas que, na minha opinião pessoal, prejudica o bom relacionamento com o cliente, é a demora, a dificuldade, a rotineira falta de tempo que a grande maioria dos advogados têm quando os clientes precisam ser atendidos em alguma ,como por exemplo uma informação, uma dúvida ou simplesmente um posicionamento sobre algumas fases de um processo. Há tempos atrás, foi ajuizada uma ação, e o advogado, sem me comunicar com antecedência o ajuizamento, acabou deixando de pedir na ação três coisas, simplesmente porque tomou por base situações de outros colegas, que não tinham direito ao que eu tinha. Então considero importantíssimo o advogado arranjar tempo para conversar e ouvir atentamente seus clientes. Não menos importante é dar retorno tempestivo às demandas que surgem ao longo do processo, deixando os clientes atualizados em relação às fases do processo.
    Obrigado pela oportunidade.
    Atenciosamente,
    Guilherme Ichihara

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *