Como escolher a área do Direito em que quero trabalhar?

Tempo de leitura: 4 minutos

Um estudante de Direito pode estudar uma matéria na teoria e achar que é uma excelente área para trabalhar. Mas, na prática é totalmente diferente. Somente trabalhando dentro de uma área do Direito o estudante vai saber como é a realidade do trabalho.

Muitos estudantes começam a faculdade de Direito considerando que sua vocação é o Direito de Família e, depois de formados, trabalham com Direito Criminal por exemplo. Ou, ao contrário, pensam em Direito Criminal e acabam caindo no Direito de Família.

O interessante, para quem está ainda estudando ou fazendo estágio, é procurar trabalhar em todas as áreas do Direito. Assim, o aluno acaba experimentando cada uma delas antes de fazer sua escolha, sem qualquer tipo de conceituação prévia, sem se deixar levar por palpites.

Claro que não basta apenas elaborar petições ou estudar casos encerrados. É necessário que o estudante, ao escolher a área do Direito, acompanhe audiências, analise diligências, participe de conciliações, ou seja, pratique todas as atividades possíveis, vivenciando o dia a dia de cada área.

Se não tiver escolhido corretamente, vai se sentir frustrado em determinado momento, no futuro, pensando que qualquer outra área do Direito teria sido melhor do que a escolhida.

O estudante de Direito, antes de tudo, deve desenvolver amor pela área que escolher, trabalhar com dedicação e empenho, mostrar que nasceu para cuidar daquilo. Assim, quando entrar no mercado de trabalho já terá um rumo definido.

Se o bacharel terminar o curso e chegar ao final sem saber que área do Direito é a melhor para sua situação, não poderá buscar uma especialização, fazer um mestrado ou um curso de pós-graduação, tornando-se apenas mais um advogado formado.

Começar o curso de Direito sem ter uma área definida é algo que pode ser considerado normal. Afinal, o aluno está começando o seu curso e terá muito tempo pela frente para decidir o que fazer, e começar sem ter uma área do Direito definida é estar mais preparado para receber todas as informações que precisa.

O que não pode ocorrer é o estudante de Direito chegar ao final do curso sem ter definido sua área. É uma situação preocupante, mostrando que ele é uma pessoa sem rumo, que pode escolher qualquer área e que irá trabalhar no que der certo. Ou seja, não é um profissional em busca de sucesso, mas apenas de um emprego.

Veja, a seguir, algumas dicas para você escolher a melhor área do Direito para sua futura vida profissional:

1. Faça uma pesquisa sobre todas as áreas do Direito

Procure na internet todas as áreas do Direito e analise cada uma delas, informando-se a respeito do conhecimento como advogado de cada área, verificando o que conhece de cada uma dessas áreas e, principalmente, o quanto cada uma oferece de atrativo para você.

2. Converse com professores e advogados

A melhor forma de conhecer é trocando ideias. Converse com seus professores, com advogados que já estão atuando, com pessoas que estão fazendo estágios de advocacia.

Se uma área do Direito está te atraindo mais do que outras, pergunte sobre o cotidiano da área, sobre quais conhecimentos são necessários e sobre o mercado de trabalho daquela área específica. Caso conheça algum advogado na área, converse mais com ele e veja os benefícios e empecilhos oferecidos pela área, saiba todos os detalhes antes de se decidir.

3. Saiba como cada área do Direito funciona

As áreas do Direito possuem funcionamento distintos, cada uma com suas características próprias. É importante saber como cada uma delas funciona e quais são as condições de trabalho apresentadas. O mais importante, antes de decidir, é saber se você vai combinar com a área do Direito que está pretendendo escolher.

4. Escolhendo uma área do Direito, não desista

Assim que definir a área do Direito em que pretende trabalhar, não desista no meio do caminho. Se você combina com a área e ela com você, enfrente todos os obstáculos – na carreira de advogado eles são muitos – e encare o que vier com confiança em seu conhecimento e habilidades para cuidar dos assuntos.

A principal coisa para qualquer profissão é a satisfação de fazer aquilo que se gosta e, se você gosta da área do Direito escolhida, faça dela seu maior objetivo na vida.

Conclusão

Se você está ainda no meio do curso de Direito e ainda não definiu sua área de atuação futura, não se preocupe. O tempo vivido na faculdade é exatamente um tempo de escolha.

Da mesma forma como você deve ter pensado antes de escolher o Direito como profissão, ou de ter pensado antes de escolher a melhor faculdade para estudar, este também é um momento de escolha.

É necessário, antes de tudo, dedicar-se àquilo que você realmente gosta. Os melhores profissionais são aqueles que amam o que fazem.

4 Comentários


  1. Adorei as dicas. Muito obrigado por conceder a página ao público, e ainda mais, para mim, que sou leigo e pretendo um dia cursar Direito.
    Compartilharei sua página, pois “peguei” confiança. Parabéns!

    Responder

  2. qual o preço mensal da pós graduação ? qual as a´rea de direito !? Apartir de qual semestre pode fazer a pós graduação?

    Responder

    1. qual o preço mensal da pós graduação ? qual as a´rea de direito !? Apartir de qual semestre pode fazer a pós graduação?

      Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *