A importância do estágio para a formação de um bom advogado

Tempo de leitura: 4 minutos

O presente artigo tem o propósito de demonstrar a importância do estágio e da prática jurídica no período acadêmico para a formação de um advogado bem sucedido. O ensinamento oferecido pelos Cursos Jurídicos deve ser aprimorado e colocado em prática para que o processo de aprendizagem do estudante seja completo para o bom desempenho da sua profissão.

É fato notório que em nosso país a concorrência existente no mercado jurídico é enorme, concorrência esse que só tender a crescer na medida em que os dias passam. Assim, uma grande formação acadêmica, associada com uma eficiente prática jurídica, mostra-se de grande importância para o sucesso na profissão da advocacia.

É EXATAMENTE NESSE PONTO QUE O ESTÁGIO ACADÊMICO ENTRA EM AÇÃO, SENÃO VEJAMOS:

O estudo em um curso de Direito irá proporcionar ao aluno tão somente a teoria e a letra fria da lei, o que irá trazer muitas dificuldades para o sucesso do profissional da advocacia quando se deparar com a vida prática no famoso “sexto ano de faculdade”, ou seja, nos primeiros anos de profissão, os quais se ressaltam, são os mais difíceis para manter um escritório de advocacia e uma estabilidade financeira mínima.

A verdade é que o acadêmico tem de ter em mente que na vida real os casos são reais e não casos imagináveis iguais aos apresentados em livros. Para adquirir conhecimento para tratar problemas reais é óbvio que a carga teórica será importante, mas será a prática cotidiana que será determinante para a melhor solução dos litígios apresentados.

O curso jurídico talvez seja o que traga uma maior carga de leitura para o seu aluno e uma vasta doutrina para estudos. Assim, frente a tantos e tantos livros, o aprendizado torna-se exaustivo quando não há uma experiência prática para a assimilação do conteúdo. Até porque através de atividades práticas já realizadas o estudo será facilitado e a compreensão será muito maior, o que é de vital importância quando se trata de assuntos complexos.

Na realidade, frente a tantas universidades e faculdades no Brasil que oferecem o curso jurídico, muitas vezes o mesmo não é levado “tão a sério” pelos seus alunos que acabam “levando com a barriga” o curso integralmente e terminam em anos e anos de reprovação no Exame de Ordem dos Advogados do Brasil.

Pois bem, mesmo a aprovação no Exame da OAB não é base para o sucesso profissional na advocacia, até porque existem em nosso país inúmeros cursinhos qualificados que são capazes de proporcionar a aprovação para o aluno, CONTUDO, não proporcionará sucesso na advocacia. Ora, o profissional sem um estágio e uma prática jurídica anterior à formação, o mesmo terá problemas para a vida jurídica, afinal, é necessário unir a teoria com a prática para ter sucesso na advocacia!

Até porque no dia a dia os clientes buscam advogados com uma experiência qualificada, assim, mostra-se necessário para um estudante transformar-se em um advogado e assim formar-se como advogado, uma experiência prática e profissional mesmo que de apenas de 02 (dois) anos. Contudo, muitos estudantes não buscam um estágio no período de faculdade em virtude não baixa remuneração ou do estágio não remunerado e preferem ficar em casa estudando, o que geralmente não acontece.

É necessário a um acadêmico ter em mente que aquele período não é o momento para pensar apenas no retorno financeiro e sim no seu aprendizado, afinal, um estágio no gabinete de um magistrado ou na promotoria ou na defensoria pública irão lhe proporcionar um aprendizado ímpar, do qual nenhum dinheiro do mundo é capaz de pagar.

Portanto, uma experiência prática jurídica traz ao estudante além de um conhecimento impagável, também escancarará para o acadêmico se é aquela atividade profissional que ele vai querer para o resto da sua vida, além de trazer disciplina, responsabilidade e demonstrar suas dificuldades, as quais poderão ser corrigidas, o que qualifica o mercado jurídico e consequentemente o amparo jurídico a população brasileira.

1 comentário


  1. Boa noite!
    Fui aprovado no exame de ordem VIII, porém não trabalho na área haja vista estar incompatível nesse momento; trabalhei no escritório do meu amigo para possíveis experiências, mas retornei para meu emprego.
    Gostaria de saber de vocês se existe a possibilidade de me indicarem um curso que ofereça a prática da advocacia no seu dia a dia.
    Por hora obrigado.

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *