Estes erros de marketing jurídico você não pode cometer

Tempo de leitura: 3 minutos

O marketing jurídico é uma estratégia profissional para o advogado que quer se destacar na sua área. Se, anos atrás, bastava que o advogado fizesse um bom trabalho para ter renome e reputação, a situação atualmente não é a mesma. Desta forma, é necessário que o advogado consiga conquistar seus clientes, fazendo da forma correta.

Vamos ver os erros mais comuns cometidos no marketing jurídico, que devem ser evitados:

1. Não demonstrar interessa pelos problemas do cliente na sua mensagem de marketing

Ao fazer mensagens de marketing, o advogado deve estar mais preparado para mostrar interesse pelos seus potenciais clientes do que falar sobre suas próprias conquistas. Ao falar muito sobre ele próprio, só irá demonstrar ser uma pessoa inalcançável, muito acima do comum dos mortais, afastando o interesse dos possíveis clientes, que esperam uma pessoa mais identificada com elas próprias para solucionar seus problemas.

2. Não manter um marketing relacional

O marketing do advogado deve ser direcionado de forma que o cliente entenda que ele, como advogado, está pronto para resolver seus problemas. O conteúdo do marketing deve ser feito de forma a criar laços de confiança entre ele, advogado, e seu público-alvo. Voltamos ao ponto anterior, quando o cliente deve sentir confiança no advogado. O conteúdo do marketing deve refletir essa ideia.

3. Não deixar o potencial cliente à vontade

Se o advogado não deixar seu potencial cliente à vontade, ele vai sentir isso instantaneamente. Poderá até não demonstrar, mas algo dentro dele vai dizer que não pode confiar no advogado que não o coloca à vontade para expor seus problemas e seus possíveis erros.

4. Trabalhar com spam no marketing advocatício

Spam é a mensagem indesejada. Se uma pessoa recebe um spam, a primeira coisa que faz é deletar a mensagem. E, se houver insistência, pode ter certeza que aquele é um cliente perdido para sempre. Para evitar esse tipo de problema, o advogado encontra diversas ferramentas na internet, criando um blog, por exemplo, e solicitando o cadastramento dos e-mails dos leitores. Assim, o advogado sabe que, quando enviar uma mensagem, estará direcionando a mesma para alguém que aceitou recebê-las.

5. Não cumprir com o prometido

Vamos colocar um exemplo prático: o advogado cria um blog e recebe comentários. Sua mensagem atingiu alguém que está esperando uma resposta. Se ele, como dono do blog não se dispõe a responder esses comentários, está prometendo e não cumprindo.

O potencial cliente quer acreditar que ele é um bom advogado, quando posta um comentário. Ao não receber resposta, ele vai saber que não é esse o profissional que irá resolver seus problemas.

6. Apresentar-se como preço e não como valor

A forma como o advogado se comporta no seu marketing jurídico determina se ele está mais interessado no preço do que no valor que tem.

Um potencial cliente está esperando enxergar o advogado como solução para os seus problemas e não como um objeto caro que não pode ser comprado com as possibilidades financeiras que possui. A grande diferença do marketing produtivo é a sabedoria na cobrança nos honorários, ao mesmo tempo em que mostra um valor real para o cliente.

Você já cometeu algum desses erros? Acrescentaria algo nesta lista? Deixe sua opinião nos comentários.

2 Comentários


  1. Muito bom!
    Acrescentaria apenas um item:

    – NÃO EXPLICAR AO CLIENTE NA PRIMEIRA CONSULTA A SOLUÇÃO PARA O SEU PROBLEMA:

    – Na primeira consulta com o cliente não ensinar/ informar a solução para o problema do mesmo, pois ao orientar meus estagiários estava percebendo que os mesmos ensinavam aos nossos clientes como resolver seus problemas e os mesmos levavam a solução para advogados da família e ou amigos e não voltavam para o escritório.
    Fica a dica!

    Responder

    1. Ainda sou acadêmico, com o objetivo de montar escritório. Uma professora deu essa mesma dica.

      Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *