Deep Web, o que é bom e o que é ruim?

Tempo de leitura: 2 minutos

A Deep Web, ou “rede profunda”, é um conjunto de sites e conteúdos que não estão acessíveis através dos links normais, iniciados geralmente com www. São conteúdos que não são localizados pelos sites de busca, como o Google.

Os internautas que costumam visitar a Deep Web garantem que ela seja muito mais ampla do que se imagina, maior mesmo do que a internet corriqueira, onde existem sites criptografados para os quais somente convidados têm direito de acesso.

Na Deep Web, muitas vezes os endereços são códigos alfanuméricos, usando o sufixo .onion em vez de .com, com algumas redes, como a I2P, que precisa de configurações de rende e proxy, ou seja, trata-se de uma internet que não é organizada através dos meios comuns, mas sim de redes de computadores independentes, como o Onion (TOR), I2P, Freenet, Loky, Clos e Osiris, entre outras.

A Deep Web utiliza um navegador específico, o TOR, e algumas redes exigem conhecimento de criptografia ou de um usuário e senha. Embora não existam leis proibindo a navegação na Deep Web, ele oferece alguns riscos, principalmente com relação a conteúdo e com negociações no mercado negro.

LEIA MAIS

O Direito da Internet

Internet Fixa pode ser limitada? Entenda a polêmica

Estado Islâmico: o que ele pretende?

Deep Web, lado bom e lado ruim

A Deep Web tem o seu melhor conteúdo em fóruns e bibliotecas, podendo o internauta encontrar todo tipo de conhecimento sobre qualquer assunto e em qualquer idioma, desde estudos botânicos até ufologia.

Para quem procura conhecimento, a Deep Web é um prato cheio, mas também é um meio para organizações terroristas se manifestarem. Existem fóruns exclusivos para debates sobre assuntos governamentais, contando estratégias do governo e grupos que se reúnem para derrubar o sistema. Um dos pontos interessantes é que as manifestações de 2013, aqui no Brasil, foram organizadas pelo grupo Anonymus, dentro da Deep Web, e que só depois ganharam as redes sociais.

O grande perigo oferecido pela Deep Web são os vírus de computador, o que torna internautas incautos presa fácil de hackers e crackers. Trata-se de uma área onde não existe qualquer restrição e, se o internauta se torna um alvo fácil, pode ser vítima de pessoas mal-intencionadas, que buscam invadir computadores ou até mesmo extorquir dinheiro.

A recomendação principal, para quem navegar na Deep Web é nunca fazer downloads ou acessar links que não saiba exatamente o que são e para onde levam.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *