5 dicas para você se atualizar sobre correspondência jurídica

Tempo de leitura: 2 minutos

O advogado que trabalha com correspondência jurídica é um profissional que, muito mais do que outros já estabelecidos, deve estar sempre atualizado com relação à legislação. Afinal, o seu trabalho o envolve diretamente com profissionais advogados de diferentes regiões do país, com diversos níveis de conhecimento e inúmeras áreas de atuação. Desta forma, se não estiver atualizado, não terá condições de realizar um bom trabalho.

Para que você possa se atualizar sobre correspondência jurídica, separamos 5 dicas importantes que, se forem seguidas, irão trazer excelentes resultados em todas as suas diligências:

1. Ligar-se na internet

Manter sua atualização na correspondência jurídica através da internet é um dos meios mais práticos e fáceis para o advogado correspondente. A publicação de artigos em plataformas como o Jurídico Correspondentes é uma grande sacada para você ficar reconhecido no meio.

2. Cadastrar-se em sites de correspondência jurídica

Manter seu cadastro em sites de correspondência jurídica, como o próprio Jurídico Correspondentes, facilitará ainda mais a sua atualização. A maior parte dos sites sempre envia newsletters e e-mails sobre assuntos de interesse do advogado. A atualização fica muito mais prática e rápida, já que os assuntos tratados versam sobre o que está nas discussões gerais sobre o Direito.

3. Fazer cursos de atualização

Seja presencial ou à distância, fazer cursos de atualização na área jurídica sempre trará benefícios a qualquer advogado, mesmo que não esteja atuando na correspondência jurídica. Atualmente tudo é muito mais rápido e as novidades são diárias. Em qualquer profissão, os cursos de atualização tornam-se ferramenta básica para o profissional.

4. Organizar o próprio tempo

As dicas que passamos apenas destacam um detalhe: para que você, que atua na correspondência jurídica, esteja sempre atualizado e mantenha organizado o seu próprio tempo, agendando tudo o que deve ser feito no dia seguinte antes de encerrar seu expediente. Desta maneira, com organização, nunca será pego de surpresa.

5. Dedicação à profissão

Este ponto é fundamental para quem quer se manter atualizado na correspondência jurídica. Lembre-se que todo o seu trabalho nos dias atuais é que farão de você um grande advogado no futuro, quando será você o contratante de novos advogados que irão atuar na sua correspondência jurídica.

E você, como procura se atualizar sobre o tema? Clique aqui e conta para nós.

4 Comentários


  1. Eu, simplesmente, não aceito diligência fora da tabela da OAB (consegui em Sergipe uma tabela específica de Advocacia de correspondência). Mesmo cobrando na tabela consigo umas 5 a 6 diligências por mês, mas tenho claro que correspondência é apenas um fixo que conto para as despesas do escritório.
    A única forma de obtermos respeito na atividade de correspondência é nos impor, todos nós, e cobrar o valor determinado na tabela. A nossa união é quem determina o valor das correspondências, se todos cobrarem na tabela, todos terão diligências e não haverá o aviltamento dos honorários. Estudei muito e não mereço ganhar por uma audiência qualquer troco. Então, para os colegas que se prostituem, problema deles, enquanto eles se matam todos os dias e turnos do mês eu tiro o que eles tiram nas minhas 5 diligências. Esse mês mesmo foram 4 audiência e uma cópia, ou seja, 5 idas no Fórum Tirei meu custo de diligência e ainda pagou os custos do escritório como aluguel, condomínio, IPTU e telefone/internet. Boa sorte para todos e tenham, pelo menos, respeito a si mesmos porque já basta o que passamos na Justiça, sofrendo toda sorte de humilhação e desrespeito!

    Responder

  2. Realmente as dicas são ótimas, pena que os honorários sejam verdadeiro aviltamento.
    Chega a ser vergonhoso os valores oferecidos pelos grandes escritórios.

    Responder

    1. O comentário do colega Washington é de um brilhantismo ímpar, irretocável. Quanto maior o escritório, mais aviltante é o honorário oferecido (que por seu turno, é o oposto do que mensalmente cobram de seus clientes)

      Responder

    2. Infelizmente com a Crise financeira do nosso Pais, precisamos Uniformizar e valorizar o nosso trabalho, assim como um médico que atua com vidas , a exemplo de outras profissões liberais. Gostaria de registrar minha indignação independente do tempo de profissão e de atuação, O ADVOGADO e A ADVOGADA, devidamente registrados no Conselho Profissional , precisam e merecem RESPEITO , por isso prezados causidicos.
      Assim como os honorários Advocatícios são tabelados e regidos por Estatuto, que sejam cobrados os valores das Diligencias…
      ” 10 – Obtenção de documentos, em quaisquer repartições, por meio de cópias reprográficas 377,34
      Obs.: Os valores desta TABELA serão absorvidos (compensados) com os honorários
      específicos, se o Advogado for contratado para as medidas judiciais ou extrajudiciais.”
      Trecho acima relata e expoe a tabela de Honorários advocatícios do mes de abril/2016 da OAB RJ.

      VAMOS VALER NOSSO DIREITO, OPERADORES DO DIREITO

      Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *