5 motivos para um estudante de direito trabalhar como correspondente jurídico

Tempo de leitura: 2 minutos

O trabalho de correspondente jurídico tem crescido bastante nos últimos anos. É uma excelente forma de um advogado recém-formado ou ainda estudante começar os seus trabalhos na área jurídica.

Veja, a seguir, cinco motivos que mostram as vantagens de se trabalhar nessa área do Direito:

1. Começar bem a carreira de advogado

A função de correspondente jurídico é uma das formas de se começar bem uma carreira de advogado. Em vez de esperar conseguir clientes ou procurar um estágio (enquanto estudante), como correspondente jurídico existe a possibilidade de alicerçar o início de suas atividades.

2. Qualificação em diferentes áreas do Direito

A qualificação que pode ser obtida como correspondente jurídico é algo que vai fazer parte da carreira do novo advogado. Há possibilidade de trabalhar para escritórios de todo o Brasil, conquistando novos clientes e aumentando a lista de contatos profissionais, além de conseguir experiência em outras áreas.

3. Ampliação do networking

Mais do que em qualquer outra área, a criação e manutenção de um networking é importante no Direito. Como correspondente jurídico, o novo advogado consegue novos contatos, abre novas portas e garante um melhor referencial para sua carreira.

4. Aumento de renda

Esse, certamente, é o melhor dos motivos para trabalhar como correspondente jurídico. O novo advogado poderá assinar bons contratos e até mesmo ter uma renda fixa mensal, atraindo clientes e garantindo sua remuneração, que será agregada aos seus clientes normais.

5. Horário flexível de trabalho

O trabalho de correspondente jurídico não obriga a ficar preso a horários fixos, o que é interessante para o novo advogado, que terá mais liberdade para atuar em favor de sua própria carreira. Para o contratante, o correspondente jurídico traz mais economia e, para ele próprio, liberdade para exercer outras atividades.

Conclusão

Como você pode ver, bons motivos não faltam para se tornar um correspondente jurídico. Agindo de acordo com o que o cliente espera, é uma excelente oportunidade para dar início à carreira, conseguindo meios para sua subsistência e conseguindo experiência que irá trazer grandes vantagens no futuro como advogado.

39 Comentários


  1. Olá boa tarde,

    Meu nome é Renato Lima, sou bacharel em direito desde 2014.

    Não conseguir passar no exame da oab até o presente momento, no entanto continuo prestando a prova e estudando.

    Enfim estou muito interessado em trabalhar com voçês.

    No momento estou desempregado, fui mandado embora em agosto de 2017, trabalhei por dois anos como Analista Juridico, e um ano como estagiário em 2014, porém minha carteira de estágio venceu final do ano de 2015.

    Preciso de informações de quais serviços posso prestar, quais são os valores em média recebidos, e qual a segurança do juridico pag, e se existe muita demanda nas comarcas de Diadema e São Bernardo do Campo, haja vista que moro na divisa de Diadema com São Paulo.

    Obrigado pela Atenção.

    Cordialmente.

    Renato Lima.

    Responder

    1. Renato, tudo bem?

      Encaminhamos sua solicitação para nossa equipe de atendimento.

      Eles esclarecerão todas as suas dúvidas =)

      Um abraço,
      Equipe Jurídico Certo

      Responder

  2. Olá né chamo Erick sou estudante de Direito, gostaria de está fazendo minha escriçao para correspondente jurídico certo.

    Responder

    1. Erick, tudo bem?

      Obrigado pelo seu contato.

      Para se cadastrar no Jurídico Certo como correspondente jurídico, acesse aqui.

      Qualquer dúvida, estamos à disposição.

      Abraço,
      Equipe Jurídico Certo

      Responder

  3. Olá tudo bem?

    Sou servidora pública e fiz direito para ter que ter uma renda depois da aposentadoria.

    Terminei o curso em final de 2016. Não enho conhecimento de como trabalhar nessa área, até que tentei entrar em uma área jurídica, porém sem sucesso. Não fiz estágio, apenas o obrigatório, enfim nada de conhecimento, praticamente.

    Recebi o e-mail de vocês e gostaria de saber como e posso atuar, pois trabalho dia todo. Vejo que alguns aqui não tem experiência (assim como eu). Assim, gostaria muito de poder começar algum trabalho voltado para o jurídico. Por favor me orientem. Lembrando que sou bacharela em direito, apenas
    Att.,
    Gercina Rocha

    Responder

  4. Olá boa tarde! eu me chamo Núbia gostaria de fazer a assinatura.

    Responder

  5. Faz um tempo que me cadastrei, eu tenho direto a esses 7 dias gratuito?

    Responder

  6. Saudações a todos! Sou professor na rede pública estadual de SP. Tenho 36 anos e iniciarei o curso de direito neste semestre. Gostaria muito de mais informações sobre como ser um correspondente jurídico. Lendo os comentários aqui, confesso que alguns bem desanimadores, ainda restaram-me muitas dúvidas de como posso iniciar nessa área e no quanto isso contribuiria financeiramente e profissionalmente nessa nova carreira. Agradeço desde já.

    Responder

    1. Só para complementar as informações: resido em Caraguatatuba, litoral norte de SP, que faz parte da região metropolitana do Vale do Paraíba com as cidades de São José dos Campos, Taubaté, Caçapava, etc.

      Responder

    2. Olá, Jorge. Tudo bem?

      Antes de mais nada, obrigado pelo contato e sucesso nesse novo momento de sua carreira.

      Sobre a correspondência jurídica, é uma área em pleno crescimento e uma excelente oportunidade de ganhar experiência e uma renda extra para quem está iniciando.

      Como você viu nos comentários, nem todos conseguem o resultado que esperam, mas não significa que você não pode ter. Nossa dica é que faça um teste no http://www.juridicocerto.com. Faça seu cadastro, feche sua assinatura e siga nossas dicas, que enviaremos por e-mail após a assinatura, para ter sucesso na correspondência. Você pode fazer o cancelamento a qualquer momento se sentir que não teve o resultado esperado.

      A assinatura aqui custa R$ 39,00 por mês. Ou seja, com uma diligência você já recupera o valor investido. Imagina então com mais demandas que receber e fechar?

      Ficamos à disposição, Jorge. Grande abraço!

      Responder

  7. Olá. Sou bacharel em direito e não possuo carteira de estágio da OAB. Posso atuar Como correspondente? Acabei de fazer o plano premium com vocês podem fiquei com essa dúvida. Obrigada.

    Responder

  8. NAo chega demanda pra mim.
    Estou pagando e nao chega nda enquanto pra alguns colegas de mesma comarca chegam demndas o tempo todo. Creio que ha algum problema com a minha conta

    Responder

  9. Olá JC, apartir de qual período poderei estar desenvolvendo este serviço de correspondente Jurídico?

    Responder

  10. COMO POSSO COMEÇAR,UMA VEZ QUE NÃO TENHO NENHUMA BASE DE COMO FAZER ISSO TÃO POUCO COMO ENCONTRAR CLIENTES

    Responder

    1. Com atuar na área penal,sou bacharel e irei aposentar no final do ano,como agente de polícia civl da PCDF…

      Responder

  11. Trabalhei no Bradesco em Salvador-Bahia. Depois fui gerente dos Bancos: Econômico Banorte, e Bamerindus; Desejo trabalhar no Mercado Financeiro (Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa, BNDES, Banco Central, Etc. Meu Tel. (73)99131-1192. Possuo cartas de apresentação.

    Responder

  12. Gostaria de deixar uma sugestão ao jurídico correspondente: individualizem as demandas enviadas ao cadastrados, pois a forma atual prejudica e muito quem procura trabalha de forma ética na profissão. Exemplo: A solicita uma correspondência jurídica – audiência na Comarca X e essa solicitação vai para todos os cadastrados nesta Comarca. Em seguida, os cadastrados ofertam seus valores e nisso está o problema, pois, infelizmente tem profissionais realizando diligências de audiências por R$50,00 isso é desmotivador para quem está galgando crescer na profissão. Eu, particularmente, me cadastrei a menos de 1 mês e mais de 20 demandas aparecerão no meu painel, porém, não conseguir finalizar nenhum, pois quando outros advogados respondem e ofertam um valor aviltante, logicamente que quem solicita irá contratar aquele que ofertar o menor preço. Deixo aqui a sugestão, individualizem a forma de solicitação das demandas e não da forma como está pois está prejudicando e muito quem tenta trabalhar de forma ética!

    Responder

  13. Sou correspondente jurídico há 10 anos e isso JÁ FOI MUITO BOM. Hoje em dia, com advogados miseráveis cobrando R$ 10,00 para fazer um protocolo, realmente é muito bom para quem vive às custas da mãe e nunca ganhou um dinheiro honesto, ou seja, sempre ganhou mesadinha da mamãe e de repente aparece R$ 10,00 só para ir ao fórum e fazer um protocolo? Bom negócio, não é mesmo?

    E as audiências então? R$ 40,00 advogado e R$ 30,00 preposto. Faça 3 por dia como advogado que ao final do mês você ganhou uns R$ 2.500,00. Ora, para quem ganhava R$ 1.500,00 de mesada da mãe, já é uma boa, não é mesmo?

    Estou estabilizado na minha carreira e em 10 anos já fiz um pequeno “pé de meia”, mas essa é a última carreira que quero para os meus filhos pelo excesso de profissionais no mercado e o aviltamento diário pelo qual passamos.

    Responder

  14. Prezados!

    Colei grau em janeiro/2015 e até o momento não encontrei maiores razões para prestar o EXAME DA ORDEM pois, além de ter de dispor de uma quantia razoável para sua realização, se aprovado terei um gasto para associar-me à OAB e posteriormente terei de arcar com gastos com a anuidade, que por sinal não está nada barata!
    Em sendo assim, chamou-me a atenção esta oferta de tipo de atividade que não requer o título de Doutor e vai bem ao encontro de meus conhecimentos práticos, haja vista ter ‘perambulado’ por foros do ABCDMRPRS (Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), de Itaquera, de São Miguel Paulista, da Penha, da Lapa, de Suzano, de Pinheiros e de Francisco Morato, durante estágio que realizei pela FSA (Fundação Santo André) nos anos de 2013 e 2014.
    Gostaria de saber quais os passos iniciais que tenho de dar para executar esta função.
    Antecipadamente agradeço pelos esclarecimentos…
    Almejo a todos excelente sequência de semana e de trabalhos!

    Responder

    1. CAROS COLEGAS!

      sou um advogado e tenho meu escritório próprio, trabalho apenas a partir das 14 horas e posso dizer que tenho uma ótima renda hoje, mesmo trabalhando em uma cidade pequena, e com muitos advogados.

      quero aqui remar contra a maré, mas muito importante que todos vejam e analisem o seguinte:

      sou funcionário publico e tenho minha renda mensal trab turno ininterrupto de 6 horas diárias;
      assim, analisei, se abria mao da estabilidade de meu emprego de func. publico efetivo e abria um escritório com todos os desafios que todos os formandos e formados sabem a muito tempo.

      acho que, me associei a alguns sites que davam a oportunidade de trab como adv. correspondente, mas aih percebi que estava enchendo o bolso de alguns privilegiados e especuladores que exploravam minha mao-de-obra e essa atividade de correspondente era a maior fria.
      porque? explico:
      porque os escritórios além de não preservar nossa profissão, exploram acadêmicos e advogados recém formados com essa conversa fiada pra explorar esses profissionais.
      estes escritórios além de prostituir nossa profissão, pagam muito mal pelas diligencias e prestação de serviços.
      portanto, não aceitem essa verdadeira exploração, se escritórios mais renomados querem ter correspondentes, que paguem o preço de tabela da OAB para seus correspondentes.

      Se querem realmente ajudar o recém formado, que paguem o que éh justo e não essas verdadeiras esmolas que oferecem aos correspondente.

      Assim, não se deixem explorar, façam sociedades com colegas de turma, ou qqer outra pessoa que possa efetivamente ajudar a torna-lo conhecido e conquistar clientes seus e não advogar contra clientes da sua cidade ou região, saibam que isso acaba por afastar ainda mais os clientes de sua região, pois, afinal, ninguém vai contratar um advogado que representou escritórios de fora contara eles.

      essa é a minha humilde opinião, e se consultarem qqer advogado eles falarão a mesma coisa sobre as remunerações que os escritórios que procuram correspondentes pagam.

      espero ter pelo menos feito vcs recém formados a parar e ver que, os seus clientes serão no futuro, os clientes da sua região e, não estes ecritorios que cobram caro pra representar clientes fora de suas regiões e depois exploram outros recém formados pra fazer o trabalho deles, lucrando em prejuízo dos correspondente.

      portanto, arrisquem, inovem, metam a cara que logo vem o resultado, e o pouco serviço que vira no inicio. vai se multiplicando em em menos de um ano, estarão tendo lucro. BOA REFERENCIA É A MELHOR FORMA DE TRAZER CLIENTES. MÃOS A OBRA.

      abraço, e boa sorte.

      Responder

      1. Achei sensato o seu comentário, entretanto, gostaria de saber se você não tivesse o seu cargo público, ainda assim galgaria a estabilidade financeira tão facilmente, o que a correspondêcia representaria para você neste caso?

        Responder

  15. Gostaria muito de ser correspondente, mas como não possuo cartão de crédito, fica dificil.

    Responder

  16. O pior lugar para trabalhar, fica mandando demanda e so que nao abre, ai fica pedindo para vc fazer um plano pago. Muito ruim para quem e estudante sem grana, pensa que vai fazer um trocado e pahh, nada so querem seu ou melhor o dinheiro que vc nao tem. Nao recomendo. Agora vou ver se vao colocar meu comecomentario vou print a tela e posta nas redes sociais.

    Responder

  17. Como faço para ser um correspondente jurídico?? Estou no último ano do curso de direito.

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *