4 coisas que advogados de sucesso não fazem

Tempo de leitura: 2 minutos

Para conseguir sucesso na carreira jurídica, o advogado deve, antes de tudo, entender que sua profissão é bem diferente de todas as outras. Além de precisar, depois de passar pela faculdade, prestar uma prova de habilitação, deve possuir todas as competências e habilidades para competir com resultados no mercado de trabalho.

Alguns detalhes importantes podem fazer com que o advogado consiga competir no mercado, tornando-se um profissional de sucesso, e esses detalhes devem estar sempre presentes, como metas para manter-se como profissional respeitado.

Veja o que um advogado de sucesso não pode fazer:

1. Deixar de conhecer as leis do mercado

Para o advogado ter sucesso, não basta apenas conhecer as leis, a jurisprudência e as doutrinas. É preciso também ter um excelente raciocínio e saber como o mercado opera, onde encontrar os melhores clientes e como manter um bom relacionamento com eles.

2. Não pensar como empresário

Para conseguir sucesso, o advogado deve agir como empresário, sabendo trabalhar seus próprios investimentos e gerenciando suas atividades, entendendo o valor do seu trabalho e cobrando o preço justo pelos seus trabalhos. A faculdade não vai preparar o advogado para o mercado de trabalho, e sim para atuar como advogado. Ao se formar, o novo advogado deve manifestar-se como empresário de sua própria carreira.

3. Não saber o que acontece com as pessoas

O sucesso de um advogado depende diretamente de sua participação na comunidade onde vive. Assim, é necessário acompanhar todos os acontecimentos, as discussões de sua comunidade, o que acontece no mercado de trabalho e no comércio de sua localidade, ou seja, precisa estar sintonizado com todos os problemas que interferem direta ou indiretamente na vida das pessoas com quem se relaciona.

4. Procurar a riqueza como resultado

Um advogado de sucesso não é aquele que cobra mais pelos seus honorários. Muito pelo contrário, o sucesso é amigo do profissional que procura, antes de mais nada, cumprir com suas obrigações e deveres. O advogado de sucesso deve entender que ser rico não se refere a bens materiais, a dinheiro acumulado e a grandes valores de investimentos, mas sim de manter o seu potencial e o seu conhecimento acima dos seus similares, fazendo do exercício da advocacia a realização de seus ideais.

12 Comentários


  1. Tudo isso é muito importante, mas o advogado consciente não pode perder de vista, a necessidade de estudar sempre; aliás, há dois tipos de advogados, os que estudam e os que não estudam.

    Responder

  2. Bom dia.
    Muito obrigado por compartilhar conosco através do ordenamento jurídico.

    Responder

  3. Bom dia caros Drs. (as)!

    Antes porém, quero agradece-los pela vossa incansável dedicação nessas postagens. E por fim parabenizar a todos vocês pelo grande e rico trabalho.

    Continuem assim compartilhando seus ricos conhecimentos com o seu próximo.
    Abraços !

    Responder

  4. Boa noite ao Jurídico Certo e aos colegas deste site!
    Gostei da mensagem e acho que é a realidade de nossa profissão!
    Agir como empresário é função de todos. O mais importante é o trabalho social e humano que a profissão nos apresenta e nos dá a oportunidade de conhecer todos os dias coisas novas.
    A conclusão é que aprendemos sempre!

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *