Vai às Olimpíadas? Dicas para você não ser lesado em compra de serviços e produtos

Tempo de leitura: 2 minutos

Uma das questões básicas e o principal problema a ser enfrentado no Rio de Janeiro durante as Olimpíadas, que terão início no próximo dia 5 de agosto, é a segurança. Mas, esta é uma questão de Estado, que deve ser resolvida pelos governos federal, estadual e municipal e, com relação a isso, providências estão sendo tomadas, com a participação até das forças armadas.

O problema crucial para os turistas que forem às Olimpíadas, desde que tomem as devidas precauções com relação a assaltos ou furtos e roubos, lesões físicas e outros prejuízos, certamente é com relação a outro tipo de assalto comum para qualquer turista: os preços abusivos cobrados de quem não é nativo do Rio de Janeiro.

Um fato que pode ocorrer é alugar um apartamento para a temporada das Olimpíadas pela internet ou de qualquer outro meio, e chegar ao Rio de Janeiro e não encontrar o imóvel, ou mesmo encontra-lo já alugado. Ou ainda, ter serviços e hospedagem superfaturados em hotéis.

Nesse caso, a primeira providência do turista é procurar uma delegacia e registrar a queixa, nunca se esquecendo de ter em mãos todos os documentos necessários, como o contrato de locação e o recibo de pagamento.

Da mesma maneira, o turista deve registrar a queixa no caso de ter comprado ingressos falsificados, uma situação que pode ocorrer, como já noticiado. Portanto, essas são precauções que devem ser tomadas antes da viagem: ter a certeza de que está tratando com gente séria e honesta.

Como não ser lesado no comércio ou na praia

Um tipo frequente de prejuízo em viagens é pagar mais pelos produtos e serviços. A imprensa já noticiou que os barraqueiros de praia estão praticando preços para cariocas e para turistas, diferenciados em valores que podem ser o dobro para turistas e com previsão de aumento ainda maior durante as Olimpíadas. Fique atento a esse tipo de situação!

LEIA MAIS:

Comprou um pacote de viagem? Conheça seus direitos

Direito Desportivo: advogados estão migrando para essa área em ascensão

O futebol e o direito de imagem

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *