Dicas para se preparar para a 2ª fase do Exame da OAB

Tempo de leitura: 2 minutos

As questões da segunda fase da prova da OAB levam muito mais tempo do que as da primeira fase, devendo o pleiteante a advogado ter muita atenção ao respondê-las, principalmente com relação à peça profissional, que exige muito mais trabalho.

Assim, a melhor recomendação é organizar o tempo disponível para a prova da OAB para não ser prejudicado pela pressa. Para se organizar melhor, o bacharel deve fazer um teste, verificando quanto tempo utiliza em cada questão, dividindo o seu tempo entre todas, lembrando que o prazo de duração da prova é de 5 horas.

Material de estudo para a segunda fase da OAB

Embora tenha de mostrar-se apto com relação aos conhecimentos do Direito, o candidato também precisa estudar os assuntos recentes, já que a prova poderá ter questões de súmulas publicadas até a data de lançamento do edital.

Usar a linguagem correta na prova da OAB

Quando for responder as questões, o candidato deve escrever com boa caligrafia e de forma bem legível, já que os avaliadores poderão não entender a letra ou entender erradamente o que está escrito, o que irá levar à perda de pontos. É bom lembrar que o candidato também não deve usar abreviações que não sejam as oficiais ou gírias e termos populares nas respostas.

LEIA MAIS:

Estudando para a prova da Ordem? Confira 5 dicas

Onde trabalhar antes da aprovação no Exame da OAB

Em que situações um correspondente jurídico precisa ter OAB

Além desses cuidados, também é preciso estar atento à forma como a argumentação é construída em cada item. É preciso, mais do que escrever de forma correta, mostrar conhecimento teórico e capacidade de argumentação lógica.

É bom saber que a segunda fase da prova da OAB exige conhecimentos jurídicos do candidato, voltando-se principalmente para a boa redação jurídica, que será avaliada juntamente com todas as questões.

Para responder as questões e a peça jurídica, o candidato deve estar atento aos fatos e as teses, apresentando boa argumentação, fazendo as conexões corretas do problema, sem se esquecer de pontuar os pedidos genéricos e específicos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *