Pós-graduação em Direito: qual a hora certa para começar?

Tempo de leitura: 4 minutos

A pós-graduação é uma necessidade para qualquer advogado. A gestão de carreira é algo que deve ser feita com critério, objetivando algo e lutando para chegar ao objetivo.

No entanto, não é possível aplicar uma fórmula exata, definindo a hora certa para começar uma pós-graduação em Direito.

As pessoas têm diferentes opiniões. Por exemplo, muitos professores e advogados recomendam que a pós-graduação seja feita logo depois de terminado o curso. Outros dizem que a pós deve ser definida com muito cuidado, talvez até mais do que a escolha da faculdade.

Assim, por exemplo, se você é formado em Direito, deve ter escolhido uma área específica para trabalhar. Entretanto, ser formado é uma coisa e ser especialista é outra totalmente diferente. Assim, a pós-graduação é de fundamental importância para a carreira do advogado.

Escolhendo qual pós-graduação fazer

Vamos pensar que você pretende fazer pós-graduação em Direito Penal. Todavia, de repente, aparece uma oportunidade para trabalhar em um grande escritório com a área de Direito Tributário. O profissional ficará balançado entre definir a área de atuação futura ou tentar se aventurar em outra área.

Caso você seja recém-formado e não tem ainda grande experiência como advogado, a situação pode ser um complicador para sua futura vida profissional. E isso, é claro, não vai acontecer se você, mesmo recém-formado, já tem alguma especialização.

Se você escolheu uma área definida e tem certeza que é nela que vai trabalhar, então, fica muito mais fácil escolher a sua pós-graduação em Direito. Assim, é preciso analisar tudo com muito cuidado, sem pressa, sem achar que o mundo vai acabar no dia seguinte. Dessa forma, pode não ser interessante fazer uma pós-graduação logo que terminar a faculdade.

Se você tiver dúvidas com relação ao que escolher, não faça a pós-graduação antes de qualquer certeza sobre seu futuro profissional. O mercado de trabalho no Direito valoriza a pós-graduação, mas enxerga o fato como especialização. Assim, caso você pretenda trabalhar num grande escritório, deve apresentar um currículo embasado, firme e com propósito definido.

Como você pode ver, a pressa pode trazer desvantagens. Não adianta correr atrás de títulos acadêmicos e terminar uma pós-graduação em Direito com pouco aproveitamento por não ter se mostrado exatamente aquilo que você queria.

No entanto, um detalhe importante é que a demora também pode ser prejudicial. Assim, por exemplo, se você demora muito tempo para fazer uma pós-graduação, pode ser visto como um profissional parado no tempo.

Não podemos, portanto, encontrar uma resposta definitiva para a questão. O parâmetro mais simples que você pode aplicar para se organizar em sua carreira profissional é pensar em ciclos de crescimento.

Manter-se sempre atualizado: a missão do advogado

Uma das ideias defendidas por profissionais mais experientes é estabelecer um plano de crescimento na vida profissional do advogado.

Assim, entre três a cinco anos depois de formado, é preciso fazer algum curso de especialização, voltado para a área em que você estiver trabalhando. Se você está atuando em Direito de Família, faça um curso de especialização nessa área.

Depois de cinco anos de formado e já tendo feito alguns cursos de especialização, você já estará mais amadurecido para fazer uma pós-graduação. Nessa fase, certamente, sua carreira deslanchou, você escolheu seu objetivo e tem uma área definida.

É o momento certo para a pós-graduação na área em que você está trabalhando, principalmente porque já possui maior experiência e conhecimento. Os anos de experiência e o conhecimento acumulado contam muito para a pós-graduação.

Desde o começo dos estudos, ainda na faculdade, o aluno de Direito sempre é instigado, discutindo casos reais do cotidiano, vivenciando situações que serão modelo para sua vida profissional. Essa é uma bagagem que deve ser sempre acumulada, dentro de uma mesma área, solidificando e alicerçando aquilo que o advogado aprende durante toda sua vida profissional.

Havendo essa continuidade no aprendizado – já que nunca um advogado deixa de aprender – e de experiência, você pode chegar perfeitamente à conclusão do melhor momento para fazer sua pós-graduação.

Pensando em educação continuada, você verá que sua experiência será uma facilitadora para sua escolha. A experiência é essencial para se direcionar para a melhor área de pós-graduação, permitindo identificar as oportunidades que podem se abrir se você der continuidade ao seu aprendizado.

É necessário pensar que a especialização é um diferencial para qualquer profissional, principalmente num mercado de trabalho tão concorrido como o Direito. Além disso, a especialização oferece melhores oportunidades, permitindo obter novas experiências e ganhar maior bagagem profissional.

Não tenha pressa em escolher o seu curso de pós-graduação em Direito, mas também não demore demais. Saber o timing certo é mostrar maturidade e conhecimento de sua própria personalidade.

2 Comentários


  1. Excelente!

    Seguirei as orientações pertinentes.

    Obrigado

    Responder

  2. Toda e qualquer forma de orientação ao recém formado e sempre bem vindo no que tange as dúvidas corriqueiras que ora deixa aquele confuso na escolha. Valeu

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *