Como falar do trabalho na correspondência jurídica em seu currículo

Por | 2018-03-14T20:43:21+00:00 15 de agosto de 2016|

Num currículo de advogado recém-formado não é possível apresentar grande experiência, evidentemente, mas também não há necessidade de só informar o estágio realizado. Uma experiência na correspondência jurídica também é importante, principalmente se a procura de emprego está sendo em escritórios de advocacia.

Veja a diferença entre duas informações:

  • Experiência profissional: estágio curricular realizado na empresa (…).
  • Experiência profissional: experiência em assessoria jurídica como correspondente jurídico, com realização de diligências para os escritórios (…) e empresas (…). Responsável por processos (…).

Evidentemente, ao apresentar um currículo como na segunda opção, qualquer entrevistador terá muito mais interesse em convocar o candidato para entrevista.

Quando atuar na correspondência jurídica

O estudante de Direito não tem necessidade de esperar sua graduação para atuar como correspondente jurídico. A partir do 7° período já pode começar sua atuação, ganhando experiência prática, fora do ambiente acadêmico e teórico.

Tendo em mãos a autorização da OAB para estágio, o estudante de Direito já pode atuar profissionalmente no meio jurídico e, como fator mais importante, além da própria experiência que irá adquirindo, também conseguir um rendimento, enquanto está se preparando para exercer sua carreira.

LEIA MAIS:

5 coisas que um correspondente jurídico precisa saber

Dicas para trabalhar o networking como correspondente jurídico

7 hábitos vistos com bons olhos na correspondência jurídica

Para o estudante de direito ou para o advogado recém-formado, um fato crucial é que o mercado jurídico não consegue absorver a grande oferta de novos profissionais, uma vez que há pouca demanda de escritórios ou instituições, tornando o início da carreira uma fase bastante complicada.

O trabalho de correspondente jurídico, desta maneira, torna-se uma excelente alternativa para que o estudante ou recém-formado adquira nova visão sobre sua profissão e encontre boas oportunidades.

A grande diferença será vista na hora de apresentar o currículo para atender uma oferta de emprego. Mesmo concorrendo com advogados que já tenham experiência, a partir do momento em que demonstrar sua eficiência na atuação de processos alheios, estará mostrando capacidade, conhecimento e determinação.