Saiba em 4 dicas o porquê segmentar os funcionários para cada cliente

Tempo de leitura: 4 minutos

Um dos grandes segredos de empresários que conseguem incrementar sempre suas vendas está em segmentar seus clientes.

Essa fórmula também pode ser aplicada para um escritório de advocacia e com muito mais vantagens do que num estabelecimento comercial, visto que o escritório possui clientes considerados fixos ou cujo relacionamento com o escritório é, de alguma forma, mais frequente.

Os profissionais de marketing, através das novas estratégias, acreditam que a melhor maneira de atender é através da customização dos serviços, atendendo diretamente as necessidades de seus clientes, substituindo um modelo antigo que apresentava o mesmo sistema de comunicação, os mesmos benefícios e valores, independente do cliente que estava sendo atendido.

Veja mais:

Marketing jurídico: confira dicas para se divulgar sem ferir a ética jurídica

Vale a pena segmentar os tipos de clientes que desejo atender?

Advogado: não basta conquistar! Dicas para manter seus clientes

A aplicação do marketing one-to-one (ou um a um) permite identificar melhor o perfil de cada cliente, atendendo suas necessidades específicas, retornando o que ele precisa e o tornando completamente fidelizado ao escritório.

Como segmentar os clientes no escritório

Torna-se evidente, no entanto, que segmentar os clientes e dividi-los entre os atendentes e profissionais do escritório pode se tornar inviável em razão de determinadas características ou situações.

Diante disso, uma das formas de segmentar os clientes é criando grupos de pessoas com o mesmo tipo de perfil, características semelhantes, conhecimento dos processos e de suas necessidades, permitindo ao escritório alocar de forma adequada seus recursos.

Em um escritório de advocacia existem diferentes formas de segmentar os clientes e oferecer um atendimento personalizado para cada um deles.

A seguir, apresentamos algumas recomendações para colocar em prática a segmentação, definindo pessoas e clientes e criando um bom relacionamento entre eles:

1. Complexidade dos processos

A primeira forma de segmentar os clientes é através da complexidade de seus processos.

Para processos mais complexos, pessoas mais capacitadas.

Um profissional de Direito com maior experiência pode se tornar responsável pelos processos de clientes que tenham maior necessidade de atenção.

É evidente que, quanto maior a complexidade de um processo, menor número deles o profissional poderá atender e, portanto, o escritório deve pesar a possibilidade de um bom atendimento sem acumular serviços para um único profissional.

2. Área do Direito

Se o escritório atua em diversas áreas do Direito, outro meio de segmentar os clientes é através de sua área, ou seja, do tipo de processo que ele trouxe para o escritório representar.

Nessa forma de segmentação é importante ter especialistas em cada área, como trabalhista, direito de família, cível ou criminal.

É importante deixar claro que o escritório de advocacia pode ser especializado numa determinada área, mas, diante da necessidade de manter um fluxo permanente de clientes, não pode deixar de atender numa área em que não seja especializado, desde que tenha profissionais com conhecimento para tanto.

3.Treinamento e qualificação

O escritório de advocacia pode ter pessoas contratadas, mesmo que não ainda sejam bacharéis em Direito.

O treinamento constante do pessoal que atua no escritório é de fundamental importância para agilizar o atendimento e fornecer todas as informações necessárias para cada cliente, o que vai fazer com que o próprio escritório se torne referência no mercado jurídico.

4.Características dos clientes

Além dessas alternativas de segmentação de clientes, o escritório deve conhecer bem o perfil de todos eles, estabelecendo alguns critérios para que cada um possa ser atendido dentro de suas próprias características.

Assim, por exemplo, pode haver um cliente mais exigente, que possui conhecimentos de Direito e que precisa de respostas assertivas e imediatas, que devem ser classificadas dentro de um determinado nível.

Ao mesmo tempo, o escritório pode ter um cliente sem qualquer conhecimento, mas que precisa de informações seguras para ter confiança no andamento do processo.

Cada um deles deve ter o seu nível mensurado e seu processo encaminhado para profissionais mais capacitados para cada tipo de atendimento.


Gostou das nossas dicas para segmentação interna?

Deixe um comentário com suas sugestões e observações =)

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *