Deixei de pagar o financiamento da minha casa. O que acontece?

O mutuário, quando faz o financiamento da casa própria, deve estar consciente de que não comprou o imóvel, e sim que tomou um empréstimo com a instituição financeira para ter o direito de habitar o mesmo. Assim, ele firmou um contrato mútuo, de empréstimo, o que o torna um mutuário.

O imóvel, portanto, pertence ao banco ou instituição financeira até que o empréstimo seja totalmente quitado. Caso não pague, o banco poderá tomar o imóvel e vendê-lo para recuperar o que foi emprestado.

Um mutuário pode atrasar até duas parcelas. Se pagar essas parcelas com juros e multa, continuará mantendo o contrato em vigor. Contudo, a partir da terceira parcela não paga, o banco pode encerrar o contrato e exigir o saldo devedor de imediato.

Retomada do imóvel pelo banco

Depois de vencida a terceira parcela, o banco irá notificar o mutuário por escrito, através do cartório de títulos e documentos, se pretende cobrar o débito extrajudicialmente, ou por meio de carta de cobrança com aviso de recebimento, se optar pela execução judicial.

Caso a opção seja pela execução extrajudicial, o banco nomeia um agente fiduciário para levar o imóvel a leilão, onde o imóvel será vendido pelo valor do saldo devedor, se em primeiro leilão, ou pelo preço de mercado, se em segundo leilão.

Depois de leiloado, o arrematante moverá uma ação para o mutuário desocupar a casa. No caso de não haver arrematante, o próprio banco pode tomar o imóvel.

LEIA MAIS:

O grande desafio que o advogado encontra no Direito Imobiliário

Moradora ganha ação e pode usar piscina do condomínio mesmo devendo

Deixei de pagar o financiamento do carro. O que acontece?

Caso haja uma execução hipotecária, o mutuário será citado para pagar o débito em atraso, podendo o saldo devedor ser cobrado integralmente. O imóvel por ainda ser tirado e será levado a leilão.

Se quiser evitar a retomada do imóvel, o mutuário terá de procurar imediatamente uma ação revisional na Justiça, propondo um valor de depósito que considere dentro de sua capacidade financeira. Ele deve solicitar ao Juiz que suspenda a exigibilidade do restante da dívida enquanto a ação não for julgada.

O mutuário, no caso de não conseguir estar em dia com a instituição financeira, deve procurar os meios para não perder o imóvel, mesmo através de alguma negociação com a instituição financeira.

By | 2016-09-08T15:58:31+00:00 9 de setembro de 2016|

25 Comments

  1. Ricardo 30 de novembro de 2017 at 18:57 - Reply

    Boa noite estou 12 prestação atrasada mais fui no banco fazer a quitação das prestações mais ele não aceitaram o que devo fazer para não perde o imóvel

  2. hiago 24 de novembro de 2017 at 18:38 - Reply

    Estou devendo 4 parcelas do apto e 4 de condominio ? o banco vai tomar de mim o imovel!
    e depois continuo devendo esse valor ? e oque eu paguei e estornado para mim ?

  3. Antonio Marcos 19 de novembro de 2017 at 07:33 - Reply

    Fiz uma compra de um imóvel e agora vejo a burrada que fiz.
    Um duplex aonde na escada não sobre uma cama box e na saída da minha garagem tem um poste atrapalhando e a caixa e o construtor é a caixa disse que foi tudo aprovado, é enfim o prejudicado sou eu. Não sei o que NN fazer. Pago um alto a caixa ainda tenho que pagar ao construtor outra prestação do valor da entrada que eu não tinha. Só sendo tapado para entrar numa furada dessa!

    • Jurídico Certo 21 de novembro de 2017 at 11:08 - Reply

      Bom dia, Antonio. Aconselhamos a localizar e consultar um advogado pelo nosso diretório: https://juridicocerto.com/advogados-online/-/-/-. Abraços!

    • Cleidiane 22 de novembro de 2017 at 12:52 - Reply

      Infelizmente é um sonho que a gente tem, uma falsa ilusão. To na mesma, e pra falar a verdade, na pior das hipoteses vou tocar o fodas e deixar ir a leilão mesmo. Prefiro viver, ter paz. Espero que vc resolva sua situação, mas tudo é aprendizado. Ainda não é o fim. Abraços

  4. Jocemar 8 de novembro de 2017 at 23:40 - Reply

    Não comprem imóvel na planta. Nós consumidores não sabemos o poder que temos. O governo proibiu as construtoras de cobrar prestações durante a obra. Daí elas “criaram” uma saída: passar pro mutuário uma despesa delas, a evolução de obra. Quando comprei era 80 reais, tudo bem. Depois chegou a mais de mil reais. Resultado: comeu todas minhas economias, mais de 15 mil reais. A solução que pensei: vender o imóvel. Daí a Caixa diminuiu o financiamento de imóveis usados para 50%. Eu nunca tinha morado no apto, mas mesmo assim era “usado”. Isso pra beneficiar as construtoras, as mesmas que roubam seu dinheiro com a evolução de obra, inflaram os preços para roubar o subsídio do Minha Casa Minha Vida e agora reclamam dos distratos, querendo que o governo mais uma vez beneficie elas à custa dos otários que elas chamam de “clientes”.

    • Rafael 17 de novembro de 2017 at 11:22 - Reply

      Tenho imóvel na planta tbm, não consigo mais pagar por causa dessa evolução de obra e eles não aceitam a devolução do imóvel.

  5. Jailton Oliveira 31 de outubro de 2017 at 18:14 - Reply

    Financiei um imóvel, já tinha pago 4anos,mas deixei de pagar já faz um ano.quero devolver o imóvel o que fazer?

  6. Magnos dantas 9 de outubro de 2017 at 21:21 - Reply

    Boa Noite!!! Estou com 05 parcelas atrasadas e o banco chamou para fazemos um acordo;mas moro em outro estado. Os bancos da cidade que eu moro pode resolver?

  7. Bruno 29 de julho de 2017 at 15:47 - Reply

    Boas, não consigo mais pagar a casa e não a consigo entregar por dívidas ás Finanças.
    O banco vem buscar a casa? O que acontece ao meu fiador?

  8. Rosilda krusyg 21 de março de 2017 at 18:43 - Reply

    Vendi uma casa a prestação todo mês o comprador atrasa e nunca m pagou juro posso desistir da venda? Tenho q devolver oque ele pagou?

  9. Leandro 15 de março de 2017 at 16:43 - Reply

    Se parar de paga o financiamento perco tudo q já paguei oi eles devolve oque foi pago posso entrar na justiça pra receber

  10. Carlos santos 6 de fevereiro de 2017 at 21:11 - Reply

    Não pago a prestação do apartamento a mais de dois anos,mas agora tenho o dinheiro para regulação,fui a um advogado e disse-me que a casa foi vencida pelo banco.O que quer isto dizer?

  11. Renata 21 de dezembro de 2016 at 19:41 - Reply

    Além dos pontos apontados pode haver irregularidade procedimental na execução, principalmente a extrajudicial, que viabiliza o ingresso de ação anulatoria. É viável buscar de um advogado a análise detalhada da execução extraindo a cópia do procedimento no Registro de Imóveis respectivo. Enquanto isso pode purgar parcialmente ou totalmente a mora, analisando se é o caso de ação revisional.

  12. Ercir 17 de setembro de 2016 at 17:07 - Reply

    Por favor uma amiga alugou um apartamento para mim estava devendo três meses do aluguel o proprietário se aproveitou que eu não estava em casa levou levou um chaveiro e levou tudo até a fechadura ele mudou que devo fazer

    • Estrela 5 de setembro de 2017 at 14:53 - Reply

      Aprende a pagar o que deve.

      • Geraldo 16 de setembro de 2017 at 06:15 - Reply

        Seu comentário é tão útil quanto dizer que ninguém é obrigado a utilizar uma ponte para atravessar o rio.

      • ToBen Ferrado 8 de novembro de 2017 at 23:29 - Reply

        O senhorio agiu contra a lei. A lei protege o caloteiro, assim somente um juiz pode exigir a penhora dos bens para pagamento de aluguel.

  13. elza santos 16 de setembro de 2016 at 08:46 - Reply

    e depois de leiloado o imovel o mutuario recebe o valor que ja pagou?

    • Jurídico Certo 16 de setembro de 2016 at 16:19 - Reply

      Olá, Elza. Depois de leiloado, será descontada a dívida (com juros, encargos e demais penalidades), bem como, as despesas e encargos oriundos do leilão. Dessa forma, o que sobrar será do mutuário.

    • Renata Lopes 16 de setembro de 2016 at 17:06 - Reply

      Elza não é tão simples assim. Deverá entrar com Ação Revisional para certificar o que foi pago e se há saldo para devolver. Somente um bom advogado poderá ajudar neste caso, pois o Judiciário, infelizmente tem decidido quase tudo a favor do banco. O ideal é que não espere atrasar as parcelas. Percebendo o mutuário que terá condições de arcar com o empréstimo ou financiamento, deverá o quanto antes propor a ação revisional. Muitas vezes, o mutuário acredita que devolvendo o bem ficará isento de pagar qualquer outro valor. Porém, conforme o que for pago e o que for arrecadado em leilão, pode o mutuário ficar ainda devendo para o banco. Termina sem o bem, com o nome sujo no SCP e SERASA e devendo para a financeira.

      • ToBen Ferrado 8 de novembro de 2017 at 23:32 - Reply

        Esse país é um lixo. Isso aqui vai virar uma Venezuela.

Leave A Comment