Erros de gestão interferem na produtividade do escritório de advocacia. Solucione-os

Tempo de leitura: 3 minutos

Existem alguns erros básicos que interferem diretamente na produtividade do seu escritório de advocacia. Você não precisa ser um administrador para evitar esses erros. Basta tomar os devidos cuidados para que essas falhas não interfiram:

O plano de negócios é essencial

O escritório de advocacia deve possuir um plano de negócios. Assim, os objetivos estratégicos são definidos, bem como a forma que se dará o comportamento no mercado.

Não ter um plano de negócios é estar caminhando sem saber qual o destino, sem ter objetivos, caminhando simplesmente de acordo com o vento. O plano de negócios deve ser uma ferramenta de gestão, sendo continuamente revisto e aprimorado para garantir a sustentabilidade do empreendimento.

Conhecer o mercado em que está instalado

Embora de forma semelhante, o mercado jurídico apresenta inúmeras diferenças, dependendo da região. Para o advogado, é importante dar atenção a três pontos principais: o cliente, os advogados concorrentes e a equipe de apoio.

O relacionamento entre o escritório e os clientes, concorrentes e equipe de apoio deve ser o mais estreito possível, conhecendo o seu comportamento e analisando as mudanças que ocorrem com o tempo.

Manter um capital de giro

O escritório de advocacia deve ter as devidas precauções com relação à disponibilidade financeira. O advogado deve manter um capital de giro necessário para enfrentar períodos de escassez de clientes e serviços, cumprindo com todos os seus compromissos.

Além disso, é importante ter um fluxo de caixa detalhado, prevendo as possíveis necessidades e garantindo as necessárias cobranças para manutenção do capital de giro e garantir a continuidade das atividades.

Controlar todas as despesas

O controle das despesas deve ser criterioso no escritório de advocacia, da mesma forma como é executado em empresas de qualquer ramo de atividade. Descartar o que é supérfluo, manter apenas o que seja necessário para oferecer o melhor atendimento e as melhores condições de trabalho deve ser um dos objetivos da gestão do escritório.

Separar o dinheiro do escritório do dinheiro pessoal

Mesmo sendo o único advogado no escritório, é necessário separar os valores de cada uma das partes. O dinheiro do escritório deve ser do escritório e o advogado deve ter uma retirada mensal limitada à situação financeira apresentada pelo escritório.

Na gestão do escritório é preciso que o advogado tenha o cuidado de ajustar o seu estilo de vida ao que pode receber de rendimento, sem sangrar as finanças do escritório que, afinal, é o seu passaporte para o futuro.

Manter uma equipe eficiente

O escritório de advocacia precisa ter uma equipe eficiente para gerar maior produtividade. Principalmente, é preciso pensar na contratação de pessoas que saibam se relacionar, que gostem daquilo que fazem e que tenham conhecimento para a execução de suas atividades.

O advogado com uma boa equipe de apoio terá melhores condições de gerenciar seu escritório, garantindo que todos os processos e atividades sejam completados dentro do exigido, cumprindo com suas responsabilidades com os órgãos jurídicos e com seus clientes.

Atuar dentro da legalidade

Com relação à gestão do escritório de advocacia, o advogado, mais do que qualquer outro profissional, dentro de qualquer ramo de atividade, deve ter consciência de trabalhar dentro da legalidade, mantendo o pagamento de impostos em dia, registrando os funcionários do escritório e garantindo que nada possa impedir seu desenvolvimento.

Com essas pequenas e importantes atitudes, o advogado terá a certeza de não cometer erros de gestão que possam interferir na produtividade do escritório, podendo trabalhar com mais tranquilidade e segurança.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *