Não passei na prova da OAB. E agora?

Por | 2018-03-14T20:43:09+00:00 29 de setembro de 2016|

Não passar na prova da OAB não significa que a profissão acabou ou que o mundo caiu sobre as costas do candidato. O fato de ser reprovado na prova da OAB deve apenas ser considerado como mais uma das tantas frustrações que enfrentamos na vida, não como uma tragédia grega.

Se você não passou na prova da OAB, não deve ficar se lamentando pelo fracasso momentâneo. O momento deve ser aproveitado como uma grande experiência e como forma de conseguir impulso para superar os obstáculos na próxima prova. Afinal, se não houvesse segunda chance é que o caso poderia ser considerado como tragédia.

Um dos impulsos naturais ao ser reprovado na prova da OAB é lamentar pelo resultado injusto, já que o candidato estudou muito, mas esse ponto de vista não vai trazer qualquer resultado. A única opção é pensar na próxima prova, aliviar a cabeça e saber que você terá uma nova chance.

Estudar mais e mais

Por pior que possa parecer a situação, é preciso continuar, dar o primeiro passo para retomar os estudos e esquecer a prova que não teve aprovação. Mas, não apenas esquecer: saber onde ocorreu o erro. Assim, é preciso pegar a prova e fazê-la novamente, resolvendo todas as questões, mesmo as que você tenha acertado.

Depois de compreender bem a prova, fazendo uma análise mais aprofundada, você poderá dar o segundo passo, buscando as matérias que precisa estudar para conseguir aprovação na próxima.

LEIA MAIS

Em que situações um correspondente jurídica precisa de OAB?

Dicas para estudar para a 2ª fase da prova da OAB

Onde trabalhar antes de ser aprovado na prova da OAB?

Ao analisar a prova você poderá encontrar questões que tenha errado por pura distração, por falta de atenção ou por ter tido o famoso “branco” das provas. Incidentes que devem ser considerados normais, mas para os quais você também precisa se preparar.

Somando todos os pontos, com questões erradas por falta de conhecimento, com aquelas que você simplesmente esqueceu, analise se você teve uma preparação adequada.

Se você se dispuser a resolver a prova novamente, vai encarar a situação de frente, encontrando as disciplinas em que foi mal e sabendo que são essas que devem ser mais estudadas. As que você já conhece, deixe para depois. Tenha em mente que na próxima prova da OAB você será aprovado.