Vantagens de se tornar um Correspondente Jurídico

Por | 2017-12-13T15:12:35+00:00 13 de dezembro de 2017|

O trabalho de correspondente jurídico para um advogado iniciante ou um estudante de Direito oferece uma série de vantagens para enfrentar os desafios no começo de sua carreira.

Mais do que somente um meio de começar no mercado, a correspondência jurídica é uma forma de aplicar os conhecimentos adquiridos e adquirir experiência, encontrando meios de alicerçar a carreira.

Veja as principais vantagens de se tornar um correspondente jurídico:

Começar a fazer o marketing jurídico

O marketing jurídico pode ser feito por qualquer advogado, desde que respeitados os limites impostos pela OAB. Como correspondente jurídico, o advogado iniciante estará fazendo um marketing espontâneo, divulgando seu nome e suas habilidades e conquistando novos clientes.

Como correspondente jurídico, sempre que um bom trabalho é realizado, o advogado tem seu nome indicado para outros profissionais ou escritórios, sendo esta uma forma eficiente e barata de fazer o próprio marketing.

Criar métodos de trabalho

O trabalho como correspondente jurídico oferece maior flexibilidade à rotina de trabalho do advogado, permitindo ajustar seus próprios horários e realizar suas tarefas dentro dos prazos e prioridades.

Como correspondente jurídico, o advogado trabalha melhor seu senso de organização, podendo manter seus estudos ou fazer especialização, já que é ele próprio quem determina seus horários. Embora seja também um desafio, é um benefício, já que oferece mais liberdade do que num escritório com horários rígidos.

Aumentar os rendimentos

Com o trabalho de correspondente jurídico, atendendo às demandas de escritórios de advocacia ou de outros profissionais jurídicos, o advogado iniciante ou estudante poderá aumentar seus rendimentos, conseguindo uma renda mensal provavelmente acima daquela que está conseguindo em sua cidade ou região.

Para os escritórios contratantes é um excelente meio de reduzir os custos, economizando recursos próprios e de seus clientes, enquanto que, para o advogado contratado é um meio de conseguir melhores rendimentos.

Melhorar o networking

Networking é, basicamente, manter relacionamentos e trabalhar para conseguir novos contatos. Em qualquer profissão é uma ferramenta importante, mas, na advocacia, se torna essencial para quem está começando a carreira.

Quando o advogado está começando, a inserção no mercado jurídico pode ser uma tarefa árdua e, quando se trabalha de forma correta o networking, as portas se abrem com mais facilidade.

Como correspondente jurídico, o novo advogado aumenta sua rede de contatos através da indicação de clientes para quem já tenha trabalhado, conseguindo novas demandas, ou mesmo aumentar a rede de apoio, já que vai estar em contato com profissionais do seu meio, como juízes, advogados, servidores públicos, podendo aproveitar sua atividade para aumentar seu círculo de relacionamentos.

Ganhar experiência

O correspondente jurídico trabalha em diversas tarefas dentro de diversas áreas da advocacia, atuando como preposto em audiências, diligências, despachos e protocolos, além de serviços burocráticos, como cópias de processos e outros atos que possam dar andamento aos processos.

Cada uma das tarefas executadas como correspondente jurídico vai aprimorar as habilidades e competências do advogado, principalmente porque, em muitos casos, vai precisar fazer pesquisas e buscar conhecimento para executar o que for necessário.

Pelo trabalho de correspondência jurídica, o advogado irá conseguir melhorar suas habilidades de negociação, de oratória e de relacionamento, entre outras. E, aos poucos, irá ganhar a experiência no mercado jurídico, colocando seu nome como referência.

O serviço de correspondente jurídico é uma porta aberta para o novo advogado garantir o seu futuro profissional.