Dicas para um correspondente jurídico iniciante

Por | 2018-03-16T13:09:35+00:00 9 de fevereiro de 2018|

A correspondência jurídica vem se tornando um meio para que o advogado iniciante consiga experiência e demonstre sua capacidade. Uma de suas maiores vantagens é que, mesmo ainda durante o curso de Direito, o estudante pode se tornar correspondente jurídico.

Para um novo advogado, conseguir experiência é a melhor oportunidade, já que vai conhecer, na prática, aquilo que irá vivenciar no futuro, inclusive servindo para que ele possa analisar melhor a área em que vai se especializar.

Tudo o que o correspondente jurídico estiver fazendo como correspondente jurídico fará parte de seu currículo, proporcionando mais chances no futuro. Sem esquecer que ele irá também acrescentar novos contatos ao seu network, possibilitando estabelecer futuras parcerias e obter melhores oportunidades profissionais.

Vale dizer, no entanto, que, como em qualquer espécie de prestação de serviços, podem ocorrer problemas e a melhor coisa a fazer é oferecer uma solução antes que esses problemas tragam prejuízos.

Para o advogado iniciante que queira começar seu trabalho como correspondente jurídico, portanto, é importante lembrar sempre algumas recomendações, como:

1.   Cumprir com os compromissos

A primeira regra é cumprir com tudo o que foi prometido. Se houver qualquer imprevisto, não deixe de informar seu contratante e oferecer uma solução. Quando você é contratado como correspondente jurídico, o seu cliente vai estar delegando responsabilidade e é você quem deve cumpri-la.

2.   Cuide do processo como se fosse seu

Se você foi contratado para diligenciar em algum processo, realize o serviço como se o processo fosse seu. Afinal, é sua reputação que está em jogo. A dedicação é a chave para o sucesso como correspondente jurídico

3.   Se errar, assuma a responsabilidade

Somos todos humanos e, fatalmente, um erro pode acontecer. Se houver alguma falha em audiência, numa diligência ou num protocolo, não deixe de assumir sua responsabilidade. O seu futuro junto ao contratante vai depender de como você age, assim como sua própria profissão de advogado.

4.   Mantenha sua organização

O trabalho de um advogado é ligado diretamente com pessoas e, portanto, são elas que merecem a atenção. Para ter o tempo disponível e oferecer o que as pessoas estão buscando, mantenha todo o seu trabalho organizado, tenha sempre relatórios sobre os processos, utilize seu tempo com critério.

O trabalho como correspondente jurídico pode se tornar o alicerce para sua carreira. É com essa atividade que você vai conseguir experiência, manter seu network atualizado e formar uma base para o seu futuro profissional.

A gente fala um pouco mais sobre o início da carreira como advogado correspondente neste post. Desejamos muito boa sorte se está chegando agora! 😉