10 itens que você precisa enfrentar para abrir um escritório de advocacia

Tempo de leitura: 4 minutos

Você está pensando em abrir o seu escritório de advocacia e está achando tudo muito difícil?

Nós do Jurídico Certo sabemos o quanto é complicado levantar todas as informações necessárias e ter todos estes conhecimentos .Contudo, separamos 10 dicas essenciais que com um planejamento bem estruturado levará você a concretização do seu negócio.

Basicamente, você deve passar por estes itens . Veja quais são eles:

1. Quando dar início ao projeto?

É importante que você se sinta seguro para escolher entre trabalhar sozinho ou com algum colega que também esteja começando.

O seu planejamento para isso deve envolver a escolha dos possíveis sócios, sua área de atuação, o investimento necessário, entre outros detalhes.

Mas, vá com calma….

Escolher um dos sócios é a chave fundamental para o sucesso de um negócio.

Em uma das pesquisas realizadas pelo professor Noah Wasserman da Harvard Business School, concluiu-se que 65% das empresas pesquisadas tiveram insucesso devido a problemas relacionados com a  sociedade.

2. Qual a estrutura que você precisa?

No início de suas atividades existem alternativas para facilitar, como o uso de espaços compartilhados ou mesmo a estrutura disponibilizada pela OAB.

Mas, sempre é bom se preocupar em ter a sede própria.

O espaço físico não precisa ser muito grande, embora seja necessário prestar atenção na apresentação. Alguns advogados optam, inclusive, por montar seu escritório em sua própria residência, o que pode facilitar com relação aos investimentos.

3. Criar uma sociedade ou não?

Para ter uma sociedade é preciso ter pelo menos dois advogados, que estejam unidos por interesses profissionais, partilhando metas semelhantes.

Além disso, é importante escolher a área de atuação, já que um sócio de área diferente pode agregar o diferencial ao escritório.

4. Conquistar clientes

Como você sabe, a OAB não permite que o advogado faça propaganda.

É preciso, portanto, seguir o Código de Ética e o Estatuto da OAB, fazendo a divulgação informativa, seja através de um site, de um blog ou de perfis nas redes sociais.

O importante é procurar manter um bom relacionamento através de todos os meios permitidos.

O Jurídico Certo pode te ajudar nessa…

5. Capital de giro

O capital de giro é importante para manter o escritório nos primeiros meses, permitindo cobrir as despesas necessárias, além das próprias despesas pessoais até que o empreendimento comece a gerar renda.

Veja mais:

Como reduzir custos do escritório com organização e automação

O investimento inicial pode ser minimizado através de linhas de financiamento, como o convênio com a OAB e a Caixa Econômica Federal.

6. Montar um plano de negócios

Mesmo que o advogado não possa trabalhar com a mercantilização dos seus serviços, é importante ter um plano de negócios, um bom planejamento com estratégias para a formação de uma excelente carteira de clientes.

É muito comum mercado, empresas que focam nas oportunidades e esquecem de realizar o plano de negócio interno. O Consultor do Sebrae (Serviço de Apoio às micro e pequenas empresas) informou em uma entrevista concedida ao jornal DCI que, 60% das companhias  e escritórios fecham por não ter um plano de negócio definido.

Portanto, análise este item com muita atenção.

Vale a pena segmentar os tipos de clientes que desejo atender?

7. Treinamento

Para gerenciar o escritório, você deve fazer cursos de gestão, seja através daqueles oferecidos pela OAB, seja através de alguma instituição.

Os cursos de gestão trazem solução para inúmeros problemas administrativos, inclusive com relação a honorários e com a contratação de pessoal para as atividades necessárias.

8. Estudar sempre

Além do treinamento para gerenciamento de seu escritório, você não deve se esquecer de que um advogado deve estar constantemente atualizado, seja com a legislação, seja com a política ou com a economia.

Mantenha-se sempre ligado no que ocorre à sua volta.

9. Marketing jurídico

Para conquistar clientes é importante que você tenha uma marca para o seu escritório.

As pessoas precisam ter conhecimento de sua área de atuação, conhecer sua especialização e permitir que você possa ter resultados positivos em sua carreira.

Buscar profissionais especializados em marketing jurídico pode ser interessante.

Confira também aqui:

Marketing jurídico: confira dicas para se divulgar sem ferir a ética jurídica

Estes erros de marketing jurídico você não pode cometer

10. Organização

Manter a organização em seu escritório é essencial para ter um trabalho de categoria profissional.

A organização vai exigir um sistema de gestão informatizado, permitindo que tanto você quanto seus sócios, se houver, ou a secretária, tenham acesso a todas as informações sobre os clientes e sobre os processos.

Se você começa bem organizado, irá poupar tempo e dinheiro.

Depois de montado o escritório, é hora de ir à luta e encontrar clientes, mostrando sua capacidade profissional.

O começo pode ter alguns obstáculos, o que é normal, mas servirá como experiência para o futuro.

Gostou das nossas dicas? Deixe sua opinião nos comentários.

1 comentário

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *