Cuidados que o advogado precisa ter no início de carreira

Por | 2018-01-10T15:01:46+00:00 10 de janeiro de 2018|

O mercado jurídico está cada vez mais concorrido e disputado e todos os estudantes de Direito sabem disso. A cada novo ano, centenas de milhares de novos advogados procuram acesso ao mercado, sendo que boa parte desses novos profissionais não tiveram a preparação adequada para encarar a profissão e a carreira.

O que podemos perceber, em grande parte das vezes – que, felizmente, não é a maioria – é que as faculdades estão mais preocupadas em formar técnicos em Direito, sem se voltar para outros aspectos da profissão, como gestão administrativa para o escritório, negociação com os clientes, precificação dos serviços e marketing jurídico, entre outros.

Embora a advocacia seja uma atividade que deve ser considerada como empresarial, o advogado iniciante não aprende praticamente nada sobre o desenvolvimento de uma atividade empresarial sustentável, que seja efetiva e que ofereça resultados de curto, médio e longo prazo.

Muitos dos advogados iniciantes, diante da falta de preparação para começar sua carreira, encontram nos concursos públicos uma forma de subsistência ou se concentram em conseguir uma contratação por algum escritório com profissionais mais experientes.

Se você não está entre aqueles que procuram alternativas e pretende continuar em sua carreira e lutar para ganhar experiência e vencer como advogado, comece sua nova vida como correspondente jurídico. Essa é a melhor maneira de ganhar experiência e começar a enfrentar os novos desafios da carreira jurídica.

Caminhos para o novo advogado

Depois de concluir a faculdade e começar o desafio de enfrentar o início de uma carreira, o advogado iniciante deve encontrar os caminhos certos para o exercício de sua profissão, tornando-a mais alicerçada e sólida, direcionando seus esforços para conseguir a experiência necessária.

O advogado iniciante deve ter alguns cuidados com a condução de sua carreira, se pretende atingir um determinado objetivo. Entre esses cuidados, vale destacar os seguintes:

1.    Testar habilidades

Antes de definir uma especialização, procure não manter o foco apenas nas que se mostrem mais promissoras. Embora esse fator deva ser considerado, o mais importante é você conhecer e testar suas habilidades em diversas áreas, podendo, depois, escolher aquela em que você poderá se sair melhor.

2.    Adquirir experiência

Para não cometer erros em razão de sua falta de experiência, procure ter contato com, pelo menos, um advogado mais experiente, que possa ser o seu mentor. Uma pessoa que esteja num patamar que você ambiciona estar no futuro é uma boa dica.

3.    Conquistar clientes

No começo das atividades, um ponto crucial, talvez o maior desafio, é criar uma rede de clientes. Os primeiros, inclusive, podem ser encontrados entre contatos de familiares ou amigos. Lembrando que cada cliente é uma ponte para novos contatos e, com um bom atendimento, aumenta a chance de atrair novos.

4.    Cuidar da imagem

Para que seus clientes possam confiar em você é importante transmitir credibilidade. Apresente-se de maneira confiável e respeitosa, inclusive em seus contatos online. Procure sempre destacar suas habilidades e seus trabalhos já realizados. Esteja presente no ambiente digital, criando conteúdo relevante e de importância para os usuários.

A internet aboliu as fronteiras geográficas e atividades como de correspondência jurídica pode ajudar muito neste início de carreira, pois é uma excelente alternativa, oferecendo condições para o exercício da profissão e possibilitando uma renda mensal.